Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Especialistas: aumenta o risco de guerra entre os EUA, a Rússia e a China

O desenvolvimento de novos tipos de armas nucleares de "baixa potência" aumenta o risco de uma guerra entre os EUA, a Rússia e a China, segundo especialistas consultados por Newsweek.
Sputnik

O Pentágono está desenvolvendo dois novos tipos de armas nucleares, para acompanhar os progressos da Rússia e da China nesse terreno. Os especialistas tiveram acesso às minutas do projeto de doutrina nuclear norte-americana, que acusa Moscou e Pequim de ampliar as suas capacidades nucleares. 


Esse documento afirma a necessidade de "desenvolver e incorporar novos meios de contenção e de defesa dos objetivos, quando a contenção não funciona".

Entre outras medidas, o projeto revela a intenção de desenvolver ogivas nucleares de baixa potência para mísseis Trident, utilizados por submarinos da classe Ohio. Além disso, o departamento de Defesa dos EUA planeja desenvolver um míssil nuclear de baixa potência para suas bases marítimas.

O Pentágono considera o atual arsenal nuclear a disposi…

Zapad 2017: Alemanha e França condenam exercícios russos na Bielorrússia

Os ministros de Defesa da Alemanha e da França condenaram o próximo exercício militar russo-bielorrusso Zapad 2017 (Oeste 2017, em tradução livre), informou a mídia europeia nesta quinta-feira.


Sputnik

"Sem dúvida, vemos uma demonstração das capacidades e poder dos russos […] Aqueles que duvidam disso […] você precisa apenas olhar para o número de forças envolvidas no exercício Zapad, mais de 100 mil pessoas", disse a ministra da Defesa da Alemanha, Ursula von der Leyen, na reunião dos Ministros da Defesa da União Europeia (UE) em Tallinn, citada pelo organismo de radiodifusão Europe 1.


Exercícios do exército russo com tanque T-72B3
Militares russos em exercício com tanque T-72 © Sputnik/ Said Tsarnaev

Segundo a ministra francesa das Forças Armadas, Florence Parly, é importante que a OTAN reafirme a sua presença "diante dessa manifestação por parte dos russos".

O exercício militar russo-bielorusso Zapad 2017 será realizado de 14 a 20 de setembro e se estenderá do extremo noroeste da Rússia até a Bielorrússia. De acordo com o Ministério da Defesa da Rússia, 7.200 soldados bielorrussos e 5.500 soldados russos participarão dos exercícios, bem como 70 aeronaves, 250 tanques e dez navios.

Os Estados ocidentais repetidamente levantaram preocupações quanto aos próximos exercícios conjuntos.

O secretário-geral da OTAN, Jens Stoltenberg, pediu à Rússia e à Bielorrússia que assegurem a transparência do exercício militar Zapad 2017 e sua conformidade com os acordos internacionais, acrescentando que os exercícios militares estão sujeitos a inspeção internacional.

Altos funcionários russos e bielorrussos declararam que os exercícios não representam qualquer ameaça para outros Estados e são de natureza exclusivamente defensiva.


Postar um comentário