Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Adeus a tecnologias 'stealth': novo radar russo pode detectar aviões furtivos

Tecnologias russas capazes de detectar aviões furtivos do inimigo podem vir a fazer parte do sistema da defesa antiaérea unida da OTSC – Organização do Tratado de Segurança Coletiva, declarou o chefe do Estado-Maior Conjunto da aliança, Anatoly Sidorov.
Sputnik

Inovações russas capazes de desativar tecnologias furtivas do inimigo podem vir a ser usadas na criação do sistema de defesa antiaérea unida da OTSC, declarou militar, citado pelo jornal Rossiyskaya Gazeta. Sidorov comentou que essas inovações seriam eficazes tanto contra aviação do inimigo como contra ataques com mísseis.



O sistema Rezonans-NE funciona graças ao princípio de reflexão ressonante de ondas de rádio da superfície de aparelhos aéreos, facilitando vigilância de aeronaves e mísseis do inimigo, explicou Aleksandr Scherbinko, vice-diretor executivo da empresa de design Rezonans.

"Este modelo pode ser de grande interesse, levando em consideração criação do sistema de defesa antiaérea unida da OTSC, cuja inauguração est…

Zapad 2017: ministro bielorrusso pede atividades militares mais transparentes aos vizinhos

A Bielorrússia e a Rússia estão realizando os exercicios militares Zapad 2017 abertos e Minsk quer que seus outros vizinhos assegurem mais transparência em suas atividades militares, disse o ministro da Defesa da Bielorrússia, Andrei Ravkov, neste domingo.


Sputnik

De acordo com o Ministério das Relações Exteriores da Bielorrússia, Minsk convidou vários observadores internacionais, incluindo representantes das Nações Unidas, Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE), OTAN, Comunidade de Estados Independentes (CIS), Organização do Tratado de Segurança Coletiva (CSTO) e o Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV), bem como pessoal militar e diplomático de sete países da região.


Os militares bielorrussos durante as manobras Zapad (archivo)
Militares bielorrussos na Zapad 2017 © Sputnik/ Igor Zarembo

"Estamos agindo de forma muito transparente enquanto realizamos o Zapad 2017, tendo convidado o número necessário de observadores, meios de comunicação, representantes das organizações internacionais […] Estamos abertos para todos e nossos vizinhos também devem ser mais transparentes", Ravkov disse à emissora da Bielorrússia 1.

As manobras militares conjuntas Rússia-Bielorrússia, apelidadas de Zapad 2017 (Ocidente 2017), começaram na quinta-feira e serão executadas até próxima quarta-feira.

Os exercícios envolvem cerca de 12.700 oficiais e soldados, incluindo cerca de 7.200 militares da Bielorrússia e cerca de 5.500 oficiais e soldados da Rússia.


Postar um comentário