Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Pyongyang: 3 porta-aviões perto da Coreia do Norte são uma ameaça de guerra nuclear

A ONU "fecha os olhos aos exercícios de guerra nuclear dos EUA, que estão empenhados em causar um desastre catastrófico para a humanidade", declarou o embaixador norte-coreano na ONU, Ja Song-nam.
Sputnik

As autoridades norte-coreanas classificaram na segunda (13) o deslocamento sem precedentes de 3 grupos de porta-aviões dos EUA para a zona da península da Coreia como uma "postura de ataque".


O representante norte-coreano permanente na ONU, Ja Song-nam, expressou em uma carta enviada ao secretário-geral da ONU o descontentamento do seu governo com os exercícios militares de Seul, Tóquio e Washington. Estes, segundo o diplomata, estão criando "a pior situação para a península da Coreia e seus arredores".

"Os EUA são os principais responsáveis por escalar as tensões e comprometer a paz", declarou Ja Song-nam.

Além da presença de 3 porta-aviões estadunidenses (Nimitz, Ronald Reagan e Theodore Roosevelt), Washington continua realizando voos de bombarde…

1º BAC conquista a medalha de prata na Cambriam Patrol 2017 (UK)

Equipe dos Comandos / FE que representando o Exército brasileiro e ao comando do 1º Ten FE Zago do 1º Batalhão de Ações de Comandos (BAC) ganhou medalha de prata na Cambriam Patrol 2017 realizado no Reino Unido de 13 de outubro, até domingo, 22 de outubro.


DefesaNet

Exercício Cambrian Patrol (Patrulha Cambriana), realizado anualmente na região montanhosa dos Brecon Beacons, no País de Gales, é conduzido pelo Exército Britânico. O objetivo é testar o nível de capacidade das frações participantes, com base em lições aprendidas em conflitos recentes.

Foto: 1º Batalhão de Ações de Comandos (BAC)

A patrulha do 1º Batalhão de Ações de Comandos obteve a medalha de prata concedida às patrulhas que lograram completar todo o exercício com muito bom aproveitamento. são mais de 100 equipes de forças especiais de mais de 50 paises diferentes.

A Cambrian Patrol não tem por finalidade a competição, pois pretende inserir as equipes no quadro geral de combate de amplo espectro, no qual os militares são avaliados no cumprimento de diversas missões, tais como reconhecimentos especiais, trato com não combatentes e reação frente a ações inimigas, tudo isso conduzindo mais de 35kg de equipamento em um percurso de 65km pelas montanhas Brecon Beacons (País de Gales), local onde o Special Air Service (SAS) realiza sua seleção de pessoal.

A avaliação das equipes é fundamentada no desempenho em cada missão que realizam, mantendo a integridade física de todos os combatentes da fração.

Assim, obtém a medalha de ouro aquelas que completarem mais de 75% das missões, medalha de prata as que fizerem acima de 65% e medalha de bronze para as equipes que finalizarem mais de 55% (todas sem computar baixas).

Entretanto, as equipes que apresentarem até duas baixas recebem um diploma de participação e as que ultrapassarem essa quantidade ou desistirem são desclassificadas.

Esse exercício contou com a participação de diversos países-membros da Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN), dentre os quais Inglaterra, França, EUA, Austrália e Canadá sendo que a medalhada de ouro foi conquistada pela equipe paquistanesa.

Parabéns aos nossos bravos guerreiros!


Postar um comentário