Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

O que acontece quando desaparece um submarino como o argentino ARA San Juan

As autoridades argentinas continuam com as buscas para tentar localizar o submarino ARA San Juan, que estava em uma missão de treinamento e desapareceu na última quarta com 44 tripulantes a bordo.
BBC Brasil


A Marinha argentina revelou que, no último contato, o subcomandante afirmou que a embarcação apresentava um curto-circuito no sistema de baterias.


O submarino fazia o trajeto entre o Ushuaia, no sul do país, e a base naval de Mar del Plata, mais ao norte, quando deixou de se comunicar e sumiu dos radares. Segundo a Marinha, a tripulação teria comida e oxigênio para mais dois dias.

O governo argentino conta com a ajuda de vários países para realizar as buscas, incluindo Brasil e Estados Unidos.

Mas quais são principais dificuldades em uma operação para localizar um submarino? A BBC tenta responder a esta e a outras perguntas sobre o tema.

Por que submarinos não podem ser detectados?


Os submarinos são construídos para serem difíceis de se encontrar. O papel deles é participar, com frequênc…

Analistas ocidentais se preocupam com caça-assassino russo da 6ª geração

No ocidente surgiu a informação com preocupações referentes ao processo do novo caça russo da 6ª geração que substituirá o Su-57 PAK-FA. Os analistas receiam que esta máquina do futuro torne-se uma verdadeira assassina do F-35 e F-22.


Sputnik

Entre as vantagens do novo caça russo, o The National Interest destaca o radar radiofônico especial que pode detectar o inimigo a uma maior distância e com mais precisão, além do mais será menos vulnerável a ataques em meio a guerra eletrônica, informa o Rossiiskaya Gazeta. 


Caças russos Su-34
Caças russos Sukhoi Su-34 © Sputnik/ Evgeny Biatov

Prevê-se também que os novos caças serão equipados com um sistema multiespectral que funciona em espectro óptico, infravermelho e laser. Os caças receberão um novo tipo de arma energética e poderão operar acompanhados de 20 ou 30 drones equipados com diferentes tipos de armas.

Os especialistas ocidentais indicam também um sistema especial de laser que conseguirá de fato "queimar" as ogivas de mísseis lançados em direção ao caça.


Postar um comentário