Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

ONG: EUA mobiliza terroristas no sul da Síria para atacar Ghouta Oriental

Os militares norte-americanos estão mobilizando combatentes de diversos grupos armados com objetivo de atacar os subúrbios orientais de Damasco, disse à Sputnik o chefe da rede de direitos humanos na Síria, Ahmad Kazem.
Sputnik

"Neste momento os EUA estão juntando os combatentes do Daesh e outros grupos, inclusive os de Idlib, e tenta os transferir para At-Tanf e depois para Ghouta Oriental (subúrbio de Damasco), com objetivo de se contrapor ao exército sírio, que pretende liberar a região dos terroristas", disse Kazem. 


Segundo o defensor dos direitos humanos, os financiadores da Arábia Saudita ordenaram que os terroristas já localizados em Guta Oriental empreendam o máximo dos esforços para resistir às tropas de Damasco.

"Eles continuarão a atacar Damasco de forma caótica com seus morteiros", acrescentou o entrevistado.

Os terroristas, que tomaram o subúrbio oriental de Damasco, continuam a disparar contra os bairros centrais e residenciais da capital síria. Nesta qui…

'Chernobyl de armas' na Ucrânia é mais destrutivo do que guerra em Donbass

Na sequência da explosão de um arsenal militar nos arredores da cidade ucraniana de Vinnytsia, foram destruídas mais munições do que as utilizadas pelo exército ucraniano nos últimos três anos de conflito em Donbass.


Sputnik

De acordo com a investigação realizada pela rede de televisão ucraniana TSN, no arsenal de Kalinovka, situado nos arredores de Vinnytsia, havia cerca de 200.000 toneladas de projéteis, minas e mísseis. Enquanto isso, uma parte significativa de munições estava em mau estado e somente 63 pessoas eram responsáveis pela segurança do estabelecimento, dentre elas, grande maioria era aposentada. 


Explosão de munições na Ucrânia
Explosão de munições na Ucrânia © AP Photo/ Efrem Lukatsky

Segundo o Ministério da Defesa da Ucrânia, as chamas destruíram 32 toneladas de munições avaliadas em US$ 800 milhões (R$ 2,53 bilhões).

Em comparação, durante os três anos de conflito em Donbass, o exército da Ucrânia utilizou 24.000 toneladas de munição, comunica a TSN.

As munições do arsenal de Kalinovka, o maior da Ucrânia, explodiram na madrugada de 26 de setembro. Mais de 30.000 moradores do povoado foram evacuados, as consequências da explosão foram sentidas até na capital do país, em Kiev, situada a 200 quilômetros. As autoridades ucranianas fecharam o espaço aéreo a um raio de 50 quilômetros perto do lugar do incêndio.


Postar um comentário