Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Executiva da Huawei deixa a prisão após pagar fiança no Canadá; ex-diplomata canadense é preso na China

Justiça aceitou pedido da chinesa, que foi detida a pedido dos Estados Unidos e corria risco de extradição. Fiança estipulada fixada em US$ 7,5 milhões.
Por G1

A diretora financeira da Huawei, Meng Wanzhou, foi solta nesta quarta-feira (12) depois de passar 11 dias presa no Canadá.

A executiva teve aceito o pedido de liberdade condicional, por um juiz canadense. O valor da fiança foi fixado em 10 milhões de dólares canadenses (US$ 7,5 milhões).

Meng saiu da prisão poucas horas depois da ordem do juiz, informou o canal Global News.

"O risco de que não se apresente perante o tribunal (para uma audiência de extradição) pode ser reduzido a um nível aceitável, impondo as condições de fiança propostas por seu assessor", disse o juiz, aplaudido na sala do tribunal pelos partidários da empresa chinesa, informa a France Presse.

As condições de libertação incluem a entrega de seus dois passaportes, que permaneça em uma de suas residências de Vancouver e use tornozeleira eletrônica. Além dis…

Congresso dos EUA estaria a ponto de decidir envio de armas letais para Ucrânia?

Membro do Congresso norte-americano, Will Hurd, declarou que a decisão sobre o fornecimento de armas letais para a Ucrânia será tomada em breve.


Sputnik

"O que esperar do Congresso? Vale a pena lembrar que foram dois países a que o Congresso apresentou as tarefas independentes – Israel e Ucrânia. Prevê-se nelas 50 milhões de dólares para armas letais. A administração atual está examinando esta disposição. Eu acho que os complexos de mísseis antitanque transportáveis Javelin são necessários para garantir a defesa da Ucrânia da agressão russa", declarou Hurd em entrevista ao canal Gromadske.


Tanques M1 Abrams. (fodo do arquivo)
Tanques M1 Abrams © Sputnik/ Sergey Melkonov

Ele também notou que "a administração de Trump revisou as posições por muitos problemas".

"Esta questão [sobre os fornecimentos de armas letais para a Ucrânia] foi levantada pelo ministro de Defesa, James Mattis, e pelo conselheiro de Segurança Nacional, Herbert McMuster. Penso que a decisão dobre o fornecimento de armas será tomada em breve", adicionou Hurd.

Anteriormente, o chefe do Estado-Maior General ucraniano, Viktor Muzhenko, comunicou que Kiev entregou a Washington uma lista de armas que a Ucrânia queria receber. O general espera que Washington forneça para seu país armas letais de defesa.


Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas