Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Adeus a tecnologias 'stealth': novo radar russo pode detectar aviões furtivos

Tecnologias russas capazes de detectar aviões furtivos do inimigo podem vir a fazer parte do sistema da defesa antiaérea unida da OTSC – Organização do Tratado de Segurança Coletiva, declarou o chefe do Estado-Maior Conjunto da aliança, Anatoly Sidorov.
Sputnik

Inovações russas capazes de desativar tecnologias furtivas do inimigo podem vir a ser usadas na criação do sistema de defesa antiaérea unida da OTSC, declarou militar, citado pelo jornal Rossiyskaya Gazeta. Sidorov comentou que essas inovações seriam eficazes tanto contra aviação do inimigo como contra ataques com mísseis.



O sistema Rezonans-NE funciona graças ao princípio de reflexão ressonante de ondas de rádio da superfície de aparelhos aéreos, facilitando vigilância de aeronaves e mísseis do inimigo, explicou Aleksandr Scherbinko, vice-diretor executivo da empresa de design Rezonans.

"Este modelo pode ser de grande interesse, levando em consideração criação do sistema de defesa antiaérea unida da OTSC, cuja inauguração est…

Congresso dos EUA estaria a ponto de decidir envio de armas letais para Ucrânia?

Membro do Congresso norte-americano, Will Hurd, declarou que a decisão sobre o fornecimento de armas letais para a Ucrânia será tomada em breve.


Sputnik

"O que esperar do Congresso? Vale a pena lembrar que foram dois países a que o Congresso apresentou as tarefas independentes – Israel e Ucrânia. Prevê-se nelas 50 milhões de dólares para armas letais. A administração atual está examinando esta disposição. Eu acho que os complexos de mísseis antitanque transportáveis Javelin são necessários para garantir a defesa da Ucrânia da agressão russa", declarou Hurd em entrevista ao canal Gromadske.


Tanques M1 Abrams. (fodo do arquivo)
Tanques M1 Abrams © Sputnik/ Sergey Melkonov

Ele também notou que "a administração de Trump revisou as posições por muitos problemas".

"Esta questão [sobre os fornecimentos de armas letais para a Ucrânia] foi levantada pelo ministro de Defesa, James Mattis, e pelo conselheiro de Segurança Nacional, Herbert McMuster. Penso que a decisão dobre o fornecimento de armas será tomada em breve", adicionou Hurd.

Anteriormente, o chefe do Estado-Maior General ucraniano, Viktor Muzhenko, comunicou que Kiev entregou a Washington uma lista de armas que a Ucrânia queria receber. O general espera que Washington forneça para seu país armas letais de defesa.


Postar um comentário