Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Defesa russa: avião Il-20 foi derrubado por mísseis sírios S-200

De acordo com o ministério russo, o sistema de defesa aérea sírio tentava atacar um avião de Israel. No entanto, a tripulação israelense fez uma manobra especial para se proteger, e o míssil acabou atingindo acidentalmente o avião russo Il-20.
Sputnik

O avião Il-20 desapareceu dos radares em 17 de setembro, por volta das 23h do horário de Moscou, (17h em Brasília) durante o retorno planejado à base aérea de Hmeymim, acima do território do mar Mediterrâneo, a 35 quilômetros da costa da Síria, informou o comunicado do Ministério da Defesa da Rússia. O represente oficial da Defesa russa, Igor Konashenkov sublinhou que os aviões israelenses "propositalmente criaram uma situação perigosa para navios e aviões nessa região".

Na opinião dele, para evitar o ataque sírio, a tripulação israelense acabou tornando o Ilyushin-20 alvo de ataque.

"Ao tentarem proteger-se com ajuda do avião russo, os pilotos israelenses o puseram debaixo de fogo do sistema de defesa antiaérea da Síria"…

Damasco: Coalizão dos EUA destrói tudo na Síria exceto o Daesh

O ministro das Relações Exteriores da Síria, Walid Muallem, disse que as ações da coalizão dos EUA contra o Daesh (organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países) na Síria parecem visar destruir o país e prolongar o conflito armado sírio.


Sputnik

"Como exemplo eu queria mencionar a coalizão encabeçada pelos EUA, que na realidade destrói sistematicamente tudo exceto o Daesh. Milhares de cidadãos sírios nas províncias de Raqqa e Deir ez-Zor viraram vítimas dos ataques deles, não apenas homens, mas também mulheres e crianças. A coalizão norte-americana destrói metodicamente a infraestrutura econômica. Por isso, nós vamos exigir da forma mais decidida a dissolução dessa coalizão", afirmou Muallem nesta quinta-feira (11) durante as conversações com o chefe do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov.


Fumaça liberada após um ataque aéreo da coalizão internacional em Raqqa (foto de arquivo)
Ataque da coalizão internacional dos EUA em Raqqa © AP Photo/ Hussein Malla

De acordo com o ministro sírio, os EUA se aproveitam das ações dessa coalizão, usando-as como um pretexto para destruir a Síria e prolongar ao máximo a guerra no país árabe.

Durante as conversações, Muallem mencionou também a questão curda.

"Os curdos estão disputando de fato com o exército sírio o controle sobre as zonas petrolíferas. Eles sabem perfeitamente que a Síria não permitirá de jeito nenhum violar sua soberania. É claro que agora eles estão embriagados com a assistência e suporte por parte dos norte-americanos, mas têm que entender que essa assistência não vai durar eternamente", destacou Muallem.

Ele frisou que durante toda a história da questão curda, que já dura há mais de cem anos, os curdos nunca conseguiram obter um aliado fiel sob a forma de qualquer potência.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas