Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Especialistas: aumenta o risco de guerra entre os EUA, a Rússia e a China

O desenvolvimento de novos tipos de armas nucleares de "baixa potência" aumenta o risco de uma guerra entre os EUA, a Rússia e a China, segundo especialistas consultados por Newsweek.
Sputnik

O Pentágono está desenvolvendo dois novos tipos de armas nucleares, para acompanhar os progressos da Rússia e da China nesse terreno. Os especialistas tiveram acesso às minutas do projeto de doutrina nuclear norte-americana, que acusa Moscou e Pequim de ampliar as suas capacidades nucleares. 


Esse documento afirma a necessidade de "desenvolver e incorporar novos meios de contenção e de defesa dos objetivos, quando a contenção não funciona".

Entre outras medidas, o projeto revela a intenção de desenvolver ogivas nucleares de baixa potência para mísseis Trident, utilizados por submarinos da classe Ohio. Além disso, o departamento de Defesa dos EUA planeja desenvolver um míssil nuclear de baixa potência para suas bases marítimas.

O Pentágono considera o atual arsenal nuclear a disposi…

Drones e aviões militares dos EUA vigiam construção da ponte da Crimeia

Drones e aviões de reconhecimento norte-americanos sobrevoam repetitivamente as fronteias do sul da Rússia, informou a mídia russa, citando o tenente-general, Viktor Sevostyanov.


Sputnik

De acordo com o militar, as maquinas são usadas para monitorar as mudanças das forças do Distrito Militar do Sul, bem como a construção da ponte da Crimeia.


Ponte da Crimeia (foto de arquivo)
Ponte da Crimeia © Sputnik/ Aleksei Pavlishak

O general afirmou que os drones estratégicos dos EUA Global Hawk e os aviões de reconhecimento RS-135 e P-8A Poseidon regressam à zona regularmente.

"É óbvio que sua tarefa principal é identificar rapidamente as mudanças no agrupamento de tropas e as forças do Distrito Militar do Sul. Não descarto que a inteligência estrangeira também tem interesse no ritmo da construção da ponte da Crimeia", disse Sevostyanov.

As principais rotas de seus voos passam ao longo do litoral do mar Negro, desde a parte ocidental da península da Crimeia até a cidade russa de Sochi.

A ponte através do estreito de Kerch, ligará a península da Crimeia à parte continental da Rússia (região de Krasnodar), será a mais extensa da Rússia, medindo 19 quilômetros de comprimento. A inauguração da ponte está planejada para dezembro de 2018.


Postar um comentário