Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Força Aérea israelense anuncia estreia global do caça F-35 em combate

Israel foi o primeiro país ao qual os Estados Unidos autorizaram a venda do caça invisível
Juan Carlos Sanz | El País
Jerusalém - A Força Aérea de Israel revelou nesta terça-feira que foi a primeira a utilizar em combate o F-35, o ultramoderno caça furtivo indetectável para os radares inimigos. O chefe da aeronáutica israelense, general Amikam Nirkin, fez o comunicado aos comandantes das forças aéreas de vários países reunidos ao norte de Tel Aviv.

O general Nirkin mostrou a seus colegas – procedentes dos EUA, Itália, França, Índia e Brasil, entre outros países – a imagem de vários F-35 sobre Beirute, enquanto confirmava que esses aviões tinham participado de ataques em duas frentes.

“O esquadrão do F-35 está em operação e já sobrevoa todo o Oriente Médio”, afirmou o chefe da força aérea.

Nirkin reiterou que, há duas semanas, a Guarda Revolucionária iraniana disparou 32 foguetes contra as Colinas de Golã, planalto sírio ocupado por Israel desde 1967 e que, em resposta à agressão, a aviação…

EUA fazem apelo para Iraque evitar escalada do conflito com curdos

O Pentágono fez um apelo neste domingo às forças iraquianas e curdas para "evitar ações escalonadas" e para encaminhar um diálogo para desarmar as tensões e resolver as diferenças entre as partes.


Sputnik

"Nós nos opomos à violência de qualquer partido e fazemos um apelo contra as ações desestabilizadoras que se distraem da luta contra o Daesh [Estado Islâmico] e ainda pioram a estabilidade do Iraque", disse a porta-voz do Pentágono, Laura Seal.


Combatentes curdas na província iraquiana de Kirkuk.
Mulheres combatentes curdas em Kirkuk, Iraque © Sputnik/ Sara Nureddin

"Continuamos a apoiar um Iraque unificado", disse ela. "Apesar da desafortunada decisão do governo regional do Curdistão de prosseguir um referendo unilateral, o diálogo continua a ser a melhor opção para desarmar tensões e problemas de longa data, de acordo com a Constituição iraquiana".

A porta-voz também pediu que todos os atores na região focassem na ameaça comum do grupo terrorista Daesh e evitassem tensões entre o povo iraquiano.

Tanto as forças iraquianas quanto as forças curdas foram treinadas e armadas pelos Estados Unidos.


Postar um comentário