Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Pyongyang: 3 porta-aviões perto da Coreia do Norte são uma ameaça de guerra nuclear

A ONU "fecha os olhos aos exercícios de guerra nuclear dos EUA, que estão empenhados em causar um desastre catastrófico para a humanidade", declarou o embaixador norte-coreano na ONU, Ja Song-nam.
Sputnik

As autoridades norte-coreanas classificaram na segunda (13) o deslocamento sem precedentes de 3 grupos de porta-aviões dos EUA para a zona da península da Coreia como uma "postura de ataque".


O representante norte-coreano permanente na ONU, Ja Song-nam, expressou em uma carta enviada ao secretário-geral da ONU o descontentamento do seu governo com os exercícios militares de Seul, Tóquio e Washington. Estes, segundo o diplomata, estão criando "a pior situação para a península da Coreia e seus arredores".

"Os EUA são os principais responsáveis por escalar as tensões e comprometer a paz", declarou Ja Song-nam.

Além da presença de 3 porta-aviões estadunidenses (Nimitz, Ronald Reagan e Theodore Roosevelt), Washington continua realizando voos de bombarde…

EUA prontos para aplicar sanções contra 33 empresas de Defesa da Rússia

Os Estados Unidos informaram nesta quinta-feira (26) que estão prontos para aplicar sanções contra 33 empresas do setor de Defesa, incluindo a exportadora estatal de armamento Rosoboronexport, e outras cinco agências de inteligência da Rússia.


Sputnik

O secretário de Estado, Rex Tillerson, aprovou uma lista de indivíduos e organizações associadas à inteligência russa e ao setor de Defesa, contra as quais as sanções podem ser impostas de acordo com a lei dos EUA. A informação foi divulgada pela porta-voz do Departamento de Estado, Heather Nauert. 


The stand of JSC Rosoboronexport during the international military-technical forum ARMY-2016
Stand da Rosoboronexport na exposição ARMY 2016 © Sputnik/ Alexey Filippov

O presidente dos EUA, Donald Trump, assinou no dia 2 de agosto um projeto de lei aprovado pelo Congresso sobre novas sanções contra a Rússia, o Irã e a Coreia do Norte. O documento, em particular, prevê que, até 1º de outubro, a administração dos EUA teria que fornecer uma lista de indivíduos e organizações do setor de defesa e inteligência da Rússia que estariam sujeitas a serem incluídas na lista de sanções.

A liderança do Departamento de Estado em si não significa a imposição automática de sanções, mas é uma proposta do departamento para identificar pessoas e organizações contra as quais essas sanções devem ser introduzidas.


Postar um comentário