Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Putin passa para Trump a responsabilidade de resolver conflito na Síria

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, passou a bola para que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, seja o responsável por resolver o conflito na Síria.
EFE

Helsinque - Em entrevista coletiva conjunta realizada nesta segunda-feira, em Helsinque, após a primeira cúpula entre os dois líderes, Putin também deu para Trump uma bola oficial da Copa do Mundo.

"No que se refere ao fato de a bola da Síria estar no nosso telhado, senhor presidente, o senhor acaba de dizer que organizamos com sucesso o Mundial de Futebol. Portanto, quero agora entregar esta bola. Agora, a bola está do seu lado", disse Putin.

O presidente russo fazia uma referência a uma frase do secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, que havia afirmado que a bola para resolver o conflito na Síria estava no telhado do Kremlin.

Trump agradeceu pelo presente e disse estar confiante de que EUA, México e Canadá organizarão em 2026 uma Copa do Mundo tão bem-sucedida como a da Rússia.

Na sequência, o presidente americ…

EUA prontos para aplicar sanções contra 33 empresas de Defesa da Rússia

Os Estados Unidos informaram nesta quinta-feira (26) que estão prontos para aplicar sanções contra 33 empresas do setor de Defesa, incluindo a exportadora estatal de armamento Rosoboronexport, e outras cinco agências de inteligência da Rússia.


Sputnik

O secretário de Estado, Rex Tillerson, aprovou uma lista de indivíduos e organizações associadas à inteligência russa e ao setor de Defesa, contra as quais as sanções podem ser impostas de acordo com a lei dos EUA. A informação foi divulgada pela porta-voz do Departamento de Estado, Heather Nauert. 


The stand of JSC Rosoboronexport during the international military-technical forum ARMY-2016
Stand da Rosoboronexport na exposição ARMY 2016 © Sputnik/ Alexey Filippov

O presidente dos EUA, Donald Trump, assinou no dia 2 de agosto um projeto de lei aprovado pelo Congresso sobre novas sanções contra a Rússia, o Irã e a Coreia do Norte. O documento, em particular, prevê que, até 1º de outubro, a administração dos EUA teria que fornecer uma lista de indivíduos e organizações do setor de defesa e inteligência da Rússia que estariam sujeitas a serem incluídas na lista de sanções.

A liderança do Departamento de Estado em si não significa a imposição automática de sanções, mas é uma proposta do departamento para identificar pessoas e organizações contra as quais essas sanções devem ser introduzidas.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas