Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Morte made in Brazil: conflitos no Oriente Médio alavancam exportação de armamento do país

Uma missão árabe chegou ao Brasil interessada na compra de cargueiros KC-390 fabricados pela Embraer. A visita é resultado do esforço do Grupo Parlamentar Brasil-Arábia Saudita, criado no início deste mês, para aproximar os dois países no campo de defesa militar.
Sputnik

O KC-390 vai substituir os Hércules C-130 da Força Aérea Brasileira (FAB), é o maior avião produzido na América e foi concebido como um jato militar de transporte, anunciado pela primeira vez na edição de 2007 da Latin America Aero & Defence (LAAD), no Rio de Janeiro. A produção do avião, com capacidade para 23 toneladas de carga, envolve parcerias com fornecedores de peças de Argentina, Portugal e República Tcheca. Com um custo unitário de US$ 85 milhões, o KC-390, em fase final de testes, tem recebido propostas de compra de vários países.



A compra do cargueiro, porém, é apenas um detalhe na exportação brasileira de armamentos não só para a Arábia Saudita, como também para vários países do Oriente Médio e do Norte d…

EUA só querem falar com a Coreia do Norte por um motivo. E não é pelo programa nuclear

A administração do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, não pensa que agora é a hora de conversas diplomáticas com a Coreia do Norte, disse a porta-voz da Casa Branca, Sarah Huckabee Sanders, em uma entrevista coletiva nesta segunda-feira.


Sputnik

"Agora não é hora de conversar. As únicas conversações que ocorreram ou que aconteceriam seriam trazer de volta os americanos que foram detidos", disse Sanders.


O presidente dos EUA, Donald Trump, fala ao lado do secretário de Estado, Rex Tillerson, durante uma reunião bilateral com o presidente da China, Xi Jinping, na propriedade de Trump, Mar-a-Lago, em Palm Beach, Flórida.
Rex Tillerson e Donald Trump © REUTERS/ Carlos Barria

"Esses foram o tipo de conversas que esta administração estava disposta a ter. Além disso, não haverá conversas com a Coreia do Norte neste momento", emendou.

Sanders apontou que três americanos ainda estão sendo detidos na Coreia do Norte, sublinhando que a única razão pela qual Washington teria que conversar com a Coreia do Norte agora seria garantir a liberação do trio.

"Há uma diferença entre falar e […] pressão diplomática. Ainda apoiamos fortemente a pressão diplomática sobre a Coreia do Norte, o que continuamos a fazer. Mas agora não é o momento de simplesmente conversar com a Coreia do Norte", disse Sanders.

Ela acrescentou que os Estados Unidos continuariam mantendo todas as opções na mesa ao considerar como responder às ações da Coreia do Norte.

A porta-voz aproveitou a oportunidade para dizer que Trump ainda tem confiança no secretário de Estado, Rex Tillerson, apesar de suas críticas aparentes ao diplomata no fim de semana.

"Ele tem sim, sim", disse Sanders quando perguntado se Trump ainda tinha confiança em Tillerson.

Durante o fim de semana, Trump disse em uma publicação no Twitter que Tillerson estava "perdendo o tempo tentando negociar com o Pequeno Homem Foguete" para alcançar um fim diplomático para a crise da Coreia do Norte.

Trump disse que Tillerson deve economizar energia e deixar que outros façam o que precisa ser feito para responder à Coreia do Norte.

Postar um comentário