Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Argentina concorda em construir bases norte-americanas em seu território

O presidente da Argentina, Mauricio Macri, aprovou a construção no país de várias bases militares dos EUA, informou no sábado (21) o portal mexicano Aristegui Noticias com referência a fontes informadas.
Sputnik

De acordo com o portal, trata-se de ao mínimo três bases militares a serem construídas nas províncias de Neuquén (onde fica a jazida de gás de xisto Vaca Muerta), Misiones e Tierra del Fuego, de onde se pode controlar a Antártida.

A sua criação deve ser financiada pelo Comando Sul dos EUA. Um dos principais adeptos da criação de bases seria a ministra da Segurança da Argentina, Patricia Bullrich.

Além disso, nota o portal mexicano, a ministra elogiou a chegada ao país de instrutores americanos que efetuam a preparação dos policiais argentinos antes da cúpula do G20 em novembro. Isso viola as atuais leis argentinas, porque é necessário obter a autorização do Congresso para tais ações, algo que não foi feito.

EUA só querem falar com a Coreia do Norte por um motivo. E não é pelo programa nuclear

A administração do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, não pensa que agora é a hora de conversas diplomáticas com a Coreia do Norte, disse a porta-voz da Casa Branca, Sarah Huckabee Sanders, em uma entrevista coletiva nesta segunda-feira.


Sputnik

"Agora não é hora de conversar. As únicas conversações que ocorreram ou que aconteceriam seriam trazer de volta os americanos que foram detidos", disse Sanders.


O presidente dos EUA, Donald Trump, fala ao lado do secretário de Estado, Rex Tillerson, durante uma reunião bilateral com o presidente da China, Xi Jinping, na propriedade de Trump, Mar-a-Lago, em Palm Beach, Flórida.
Rex Tillerson e Donald Trump © REUTERS/ Carlos Barria

"Esses foram o tipo de conversas que esta administração estava disposta a ter. Além disso, não haverá conversas com a Coreia do Norte neste momento", emendou.

Sanders apontou que três americanos ainda estão sendo detidos na Coreia do Norte, sublinhando que a única razão pela qual Washington teria que conversar com a Coreia do Norte agora seria garantir a liberação do trio.

"Há uma diferença entre falar e […] pressão diplomática. Ainda apoiamos fortemente a pressão diplomática sobre a Coreia do Norte, o que continuamos a fazer. Mas agora não é o momento de simplesmente conversar com a Coreia do Norte", disse Sanders.

Ela acrescentou que os Estados Unidos continuariam mantendo todas as opções na mesa ao considerar como responder às ações da Coreia do Norte.

A porta-voz aproveitou a oportunidade para dizer que Trump ainda tem confiança no secretário de Estado, Rex Tillerson, apesar de suas críticas aparentes ao diplomata no fim de semana.

"Ele tem sim, sim", disse Sanders quando perguntado se Trump ainda tinha confiança em Tillerson.

Durante o fim de semana, Trump disse em uma publicação no Twitter que Tillerson estava "perdendo o tempo tentando negociar com o Pequeno Homem Foguete" para alcançar um fim diplomático para a crise da Coreia do Norte.

Trump disse que Tillerson deve economizar energia e deixar que outros façam o que precisa ser feito para responder à Coreia do Norte.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas