Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Turquia quer ajudar Iraque a combater curdos em Kirkuk

A Turquia informou nesta segunda-feira que estava pronta para ajudar o governo iraquiano a expulsar os combatentes curdos da cidade de Kirkuk, informou AFP.
Sputnik

Ancara teme que a eventual independência do Curdistão iraquiano pode desencadear movimentos semelhantes entre a população curda na Turquia e saudou a operação das forças iraquianas para expulsar as forças do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK) de Kirkuk.


"Estamos prontos para qualquer forma de cooperação com o governo iraquiano de modo a acabar com a presença do PKK no território do Iraque", disse o ministro das Relações Exteriores da Turquia, Mevlut Cavusoglu.

O Conselho de Segurança Nacional do Iraque afirmou neste domingo que considerará a presença de militares curdos em Kirkuk como um "declaração de guerra".

Na segunda-feira, as forças iraquianas tomaram amplos territórios nos arredores da cidade, bem como uma base militar, um aeroporto e um campo petrolífero.

Em 2014, as tropas peshmerga curdas …

EUA só querem falar com a Coreia do Norte por um motivo. E não é pelo programa nuclear

A administração do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, não pensa que agora é a hora de conversas diplomáticas com a Coreia do Norte, disse a porta-voz da Casa Branca, Sarah Huckabee Sanders, em uma entrevista coletiva nesta segunda-feira.


Sputnik

"Agora não é hora de conversar. As únicas conversações que ocorreram ou que aconteceriam seriam trazer de volta os americanos que foram detidos", disse Sanders.


O presidente dos EUA, Donald Trump, fala ao lado do secretário de Estado, Rex Tillerson, durante uma reunião bilateral com o presidente da China, Xi Jinping, na propriedade de Trump, Mar-a-Lago, em Palm Beach, Flórida.
Rex Tillerson e Donald Trump © REUTERS/ Carlos Barria

"Esses foram o tipo de conversas que esta administração estava disposta a ter. Além disso, não haverá conversas com a Coreia do Norte neste momento", emendou.

Sanders apontou que três americanos ainda estão sendo detidos na Coreia do Norte, sublinhando que a única razão pela qual Washington teria que conversar com a Coreia do Norte agora seria garantir a liberação do trio.

"Há uma diferença entre falar e […] pressão diplomática. Ainda apoiamos fortemente a pressão diplomática sobre a Coreia do Norte, o que continuamos a fazer. Mas agora não é o momento de simplesmente conversar com a Coreia do Norte", disse Sanders.

Ela acrescentou que os Estados Unidos continuariam mantendo todas as opções na mesa ao considerar como responder às ações da Coreia do Norte.

A porta-voz aproveitou a oportunidade para dizer que Trump ainda tem confiança no secretário de Estado, Rex Tillerson, apesar de suas críticas aparentes ao diplomata no fim de semana.

"Ele tem sim, sim", disse Sanders quando perguntado se Trump ainda tinha confiança em Tillerson.

Durante o fim de semana, Trump disse em uma publicação no Twitter que Tillerson estava "perdendo o tempo tentando negociar com o Pequeno Homem Foguete" para alcançar um fim diplomático para a crise da Coreia do Norte.

Trump disse que Tillerson deve economizar energia e deixar que outros façam o que precisa ser feito para responder à Coreia do Norte.

Postar um comentário