Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Adeus a tecnologias 'stealth': novo radar russo pode detectar aviões furtivos

Tecnologias russas capazes de detectar aviões furtivos do inimigo podem vir a fazer parte do sistema da defesa antiaérea unida da OTSC – Organização do Tratado de Segurança Coletiva, declarou o chefe do Estado-Maior Conjunto da aliança, Anatoly Sidorov.
Sputnik

Inovações russas capazes de desativar tecnologias furtivas do inimigo podem vir a ser usadas na criação do sistema de defesa antiaérea unida da OTSC, declarou militar, citado pelo jornal Rossiyskaya Gazeta. Sidorov comentou que essas inovações seriam eficazes tanto contra aviação do inimigo como contra ataques com mísseis.



O sistema Rezonans-NE funciona graças ao princípio de reflexão ressonante de ondas de rádio da superfície de aparelhos aéreos, facilitando vigilância de aeronaves e mísseis do inimigo, explicou Aleksandr Scherbinko, vice-diretor executivo da empresa de design Rezonans.

"Este modelo pode ser de grande interesse, levando em consideração criação do sistema de defesa antiaérea unida da OTSC, cuja inauguração est…

Forças Democráticas da Síria começam fase decisiva da operação de assalto a Raqqa

As tropas curdas e árabes das Forças Democráticas da Síria (FDS) declararam o início da operação de assalto decisiva a Raqqa após a evacuação dos civis e entrega de 275 terroristas do Daesh (organização terrorista proibida na Rússia).


Sputnik

Anteriormente, a coalizão internacional liderada pelos EUA havia informado sobre o alcance de um acordo com o conselho municipal de Raqqa para realizar a evacuação dos civis.


Combatentes das Forças Democráticas da Síria (FDS) em Raqqa (foto de arquivo)
Combatentes das FDS em Raqqa © REUTERS/ Rodi Said

"Os esforços do conselho de anciãos da província de Raqqa de evacuar da cidade os civis e de entregar 275 mercenários e suas famílias foram bem-sucedidos", informaram as FSD no seu site.

De acordo com elas, depois disso começou a batalha com o objetivo de "pôr fim à presença dos terroristas do Daesh na cidade".

Segundo a aliança apoiada pelos EUA, a coalizão controla cerca de 90 por cento de Raqqa. Damasco considerou as ações das tropas curdas e árabes como ilegais.

Hoje de manhã, a agência Reuters, com referência a Omar Allush, membro do conselho municipal de Raqqa, informou que foi permitido que os terroristas deixem a cidade na noite de 15 para 16 de outubro. Ao mesmo tempo, eles planejam levar consigo cerca de 400 civis como escudo humano.


Postar um comentário