Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Adeus a tecnologias 'stealth': novo radar russo pode detectar aviões furtivos

Tecnologias russas capazes de detectar aviões furtivos do inimigo podem vir a fazer parte do sistema da defesa antiaérea unida da OTSC – Organização do Tratado de Segurança Coletiva, declarou o chefe do Estado-Maior Conjunto da aliança, Anatoly Sidorov.
Sputnik

Inovações russas capazes de desativar tecnologias furtivas do inimigo podem vir a ser usadas na criação do sistema de defesa antiaérea unida da OTSC, declarou militar, citado pelo jornal Rossiyskaya Gazeta. Sidorov comentou que essas inovações seriam eficazes tanto contra aviação do inimigo como contra ataques com mísseis.



O sistema Rezonans-NE funciona graças ao princípio de reflexão ressonante de ondas de rádio da superfície de aparelhos aéreos, facilitando vigilância de aeronaves e mísseis do inimigo, explicou Aleksandr Scherbinko, vice-diretor executivo da empresa de design Rezonans.

"Este modelo pode ser de grande interesse, levando em consideração criação do sistema de defesa antiaérea unida da OTSC, cuja inauguração est…

Iraque faz ofensiva em Kirkuk e assume controle de 'vastas áreas'

As forças iraquianas se deslocaram deste domingo (15) em direção a campos de petróleo e uma importante base aérea controlada por forças curdas perto da cidade rica em petróleo de Kirkuk. A informação foi divulgada por autoridades iraquianas e curdas.


Sputnik

De acordo com o tenente-coronel Salah el-Kinani, da 9ª divisão blindada do exército iraquiano, citado pela Reuters, o objetivo do avanço foi assumir o controle da base aérea K1, a oeste de Kirkuk.


Forças antiterroristas iraquianas em Fallujah
Tropas iraquianas em Fallujah © AFP 2017/ Haidar Mohammed Ali

"As forças iraquianas e a Mobilização Popular estão agora avançando a partir de Taza, ao sul de Kirkuk, em uma operação importante. Sua intenção é entrar na cidade e assumir a base e os campos de petróleo", informou o Conselho de Segurança do Governo Regional do Curdistão (KRG).

Posteriormente, foi relatado que as forças iraquianas assumiram o controle de "vastas áreas" na região rica em petróleo de Kirkuk.

Nenhum lado relatou qualquer confronto armado uma hora após o relatório inicial do avanço iraquiano.

O KRG e o governo central liderado pelos xiitas em Bagdá estão em desacordo desde o referendo de 25 de setembro e seu forte apelo à independência curda.

As tensões entre as duas partes se espalharam pela cidade petrolífera multi-étnica de Kirkuk, que as forças de Peshmerga tomaram conta em 2014 quando as forças de segurança iraquianas entraram em colapso diante de uma investida estatal islâmica.

A implantação de Peshmerga impediu os campos petrolíferos de Kirkuk de cair em mãos jihadistas.


Postar um comentário