Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Militares dos EUA prometem responder a possível ataque turco contra cidade síria de Manbij

Os militares norte-americanos prometeram responder a qualquer ataque contra a cidade síria de Manbij à luz de uma possível operação turca na área, afirmou o comandante do Conselho Militar de Manbij, que faz parte das Forças Democráticas da Síria (FDS), Ebu Adil.
Sputnik

Em entrevista à Sputnik Turquia, Ebu Adil comentou a resposta dos EUA às preocupações expressas pelos representantes do Conselho Militar de Manbij devido a um possível ataque contra a cidade síria por parte de Ancara.


"Há dois anos, em conjunto com as forças da coalizão liderada pelos EUA, nós limpamos Manbij do Daesh [organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países]. Desde então, na cidade se encontram forças da coalizão. Algum tempo atrás, nós falamos com os militares norte-americanos sobre um possível ataque da Turquia contra Manbij. Os militares dos EUA prometeram responder a qualquer ataque contra a cidade, de onde quer que ele provenha", afirmou o comandante do conselho.

Além disso, ele …

Iraque faz ofensiva em Kirkuk e assume controle de 'vastas áreas'

As forças iraquianas se deslocaram deste domingo (15) em direção a campos de petróleo e uma importante base aérea controlada por forças curdas perto da cidade rica em petróleo de Kirkuk. A informação foi divulgada por autoridades iraquianas e curdas.


Sputnik

De acordo com o tenente-coronel Salah el-Kinani, da 9ª divisão blindada do exército iraquiano, citado pela Reuters, o objetivo do avanço foi assumir o controle da base aérea K1, a oeste de Kirkuk.


Forças antiterroristas iraquianas em Fallujah
Tropas iraquianas em Fallujah © AFP 2017/ Haidar Mohammed Ali

"As forças iraquianas e a Mobilização Popular estão agora avançando a partir de Taza, ao sul de Kirkuk, em uma operação importante. Sua intenção é entrar na cidade e assumir a base e os campos de petróleo", informou o Conselho de Segurança do Governo Regional do Curdistão (KRG).

Posteriormente, foi relatado que as forças iraquianas assumiram o controle de "vastas áreas" na região rica em petróleo de Kirkuk.

Nenhum lado relatou qualquer confronto armado uma hora após o relatório inicial do avanço iraquiano.

O KRG e o governo central liderado pelos xiitas em Bagdá estão em desacordo desde o referendo de 25 de setembro e seu forte apelo à independência curda.

As tensões entre as duas partes se espalharam pela cidade petrolífera multi-étnica de Kirkuk, que as forças de Peshmerga tomaram conta em 2014 quando as forças de segurança iraquianas entraram em colapso diante de uma investida estatal islâmica.

A implantação de Peshmerga impediu os campos petrolíferos de Kirkuk de cair em mãos jihadistas.


Postar um comentário