Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

ONG: EUA mobiliza terroristas no sul da Síria para atacar Ghouta Oriental

Os militares norte-americanos estão mobilizando combatentes de diversos grupos armados com objetivo de atacar os subúrbios orientais de Damasco, disse à Sputnik o chefe da rede de direitos humanos na Síria, Ahmad Kazem.
Sputnik

"Neste momento os EUA estão juntando os combatentes do Daesh e outros grupos, inclusive os de Idlib, e tenta os transferir para At-Tanf e depois para Ghouta Oriental (subúrbio de Damasco), com objetivo de se contrapor ao exército sírio, que pretende liberar a região dos terroristas", disse Kazem. 


Segundo o defensor dos direitos humanos, os financiadores da Arábia Saudita ordenaram que os terroristas já localizados em Guta Oriental empreendam o máximo dos esforços para resistir às tropas de Damasco.

"Eles continuarão a atacar Damasco de forma caótica com seus morteiros", acrescentou o entrevistado.

Os terroristas, que tomaram o subúrbio oriental de Damasco, continuam a disparar contra os bairros centrais e residenciais da capital síria. Nesta qui…

Material blindado da Turquia atravessa fronteira da Síria

Oito tanques, 50 blindados e cerca de 200 militares turcos atravessaram a fronteira da Síria e entraram na província de Idlib, informou o canal de televisão turco NTV.


Sputnik

Os militares e veículos blindados serão instalados em Idlib para controlar a zona de desescalada (ou distensão). O Estado-Maior turco informou que os militares começam a instalar postos de controle no âmbito dos acordos firmados em Astana para a criação de zona de desescalada na Síria.


Tanque turco na Síria
Tanque turco na Síria © AFP 2017/ Nazeer al-Khatib

O envio do contingente militar foi precedido por uma operação de reconhecimento que durou de 8 a 11 de outubro.

Anteriormente, o premiê turco, Binali Yildirim, declarou que a Turquia realiza essa operação no âmbito dos acordos firmados em Astana e que as ações de Ancara são coordenadas com Moscou. Segundo ele, os militares turcos ficarão no interior da cidade de Idlib, enquanto as forças russas serão deslocadas no seu perímetro externo.

O conflito armado na Síria se arrasta desde março de 2011. As negociações para resolver a crise estão sendo realizadas em Astana e em Genebra.

A cooperação eficaz entre a Rússia, a Turquia e o Irã levou à criação de quatro zonas de desescalada na Síria. Idlib deve tornar-se a quarta zona. Até agora, apenas três zonas estão funcionando: a norte da cidade de Homs, em um subúrbio de Damasco – na área de Ghouta Oriental, e também na fronteira sírio-jordaniana, na província de Daraa.


Postar um comentário