Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Putin passa para Trump a responsabilidade de resolver conflito na Síria

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, passou a bola para que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, seja o responsável por resolver o conflito na Síria.
EFE

Helsinque - Em entrevista coletiva conjunta realizada nesta segunda-feira, em Helsinque, após a primeira cúpula entre os dois líderes, Putin também deu para Trump uma bola oficial da Copa do Mundo.

"No que se refere ao fato de a bola da Síria estar no nosso telhado, senhor presidente, o senhor acaba de dizer que organizamos com sucesso o Mundial de Futebol. Portanto, quero agora entregar esta bola. Agora, a bola está do seu lado", disse Putin.

O presidente russo fazia uma referência a uma frase do secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, que havia afirmado que a bola para resolver o conflito na Síria estava no telhado do Kremlin.

Trump agradeceu pelo presente e disse estar confiante de que EUA, México e Canadá organizarão em 2026 uma Copa do Mundo tão bem-sucedida como a da Rússia.

Na sequência, o presidente americ…

Mensagem aos EUA: Pyongyang ameaça deixar ninguém vivo 'capaz de assinar uma rendição'

Coreia do Norte advertiu que o seu líder pode reduzir os EUA a cinzas não deixando ninguém “capaz de assinar uma rendição”, informa o Express.


Sputnik

A guerra de palavras entre o líder norte-coreano e o presidente dos EUA se intensificou após Coreia do Norte chamar Trump de "doente mental" e "lunático" em propagandas enviadas para a Coreia do Sul.


O líder norte-coreano, Kim Jong-un (foto de arquivo)
Kim Jong-un © REUTERS/ KCNA

"Por mais desesperadamente que os imperialistas dos EUA possam tentar alegando 'sanções e punições de retaliação' a Coreia do Norte nunca se assustará", expressou a publicação no norte-coreano Rodong Sinmun, divulgada na segunda (30), informa o Express.

De acordo com a publicação, a Coreia do Norte "sempre ganhou o impasse" com os EUA e pediu a "administração arrogante de Trump" para acabar com as provocações em relação à Coreia do Norte.

"Se provocarem a guerra na península da Coreia, todo o território dos EUA será reduzido a cinzas, e não existirá ninguém capaz de assinar uma rendição".

As novas ameaças surgiram depois que os oficiais dos EUA, da Coreia do Sul e do Japão haviam publicado o documento pedindo a Coreia do Norte de "abster-se das provocações irresponsáveis".


Postar um comentário

Postagens mais visitadas