Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Ministro israelense ameaça devolver Líbano à 'Idade da Pedra'

Em entrevista ao portal saudita Elaph, o ministro da Inteligência de Israel, Yisrael Katz, avisou que seu país não hesitará em atacar o Líbano para deter a atividade do grupo xiita libanês Hezbollah, e ameaçou devolver o Líbano à "Idade da Pedra", informou o jornal israelense Haaretz.
Sputnik

Além disso, Katz anunciou que Israel atacará instalações militares do Irã no Líbano: "Temos informações de que o Irã está construindo fábricas de mísseis avançados no Líbano e quero enfatizar que traçamos uma linha vermelha e que não deixaremos que o faça custe o que custar", acrescentou.


Lembrando-se da Segunda Guerra do Líbano em 2006, onde Israel lutou contra o Hezbollah, Katz destacou que os eventos de 11 anos atrás serão um "piquenique" em comparação com o que Israel pode fazer agora.

"Lembro-me de como um ministro saudita disse que devolveria o Hezbollah às suas cavernas no sul do Líbano. Devolveremos o Líbano à Idade da Pedra", declarou o ministro israel…

Militantes iemenitas derrubam drone norte-americano com míssil terra-ar (VÍDEO)

Os militantes iemenitas houthis filmaram a derrubada de um drone de reconhecimento norte-americano MQ-9 Reaper.


Sputnik

O vídeo foi publicado pelo canal de TV Al-Masirah. A gravação mostra o drone sendo derrubado por um míssil terra-ar. No fim do vídeo, pode-se ver uma multidão observando os destroços do veículo em fogo. 


Drone norte-americano MQ-9 Reaper
Drone norte-americano MQ-9 Reaper © AP Photo/ Leslie Pratt, US Air Force

Anteriormente, foi informado que um MQ-9 Reaper tinha sido abatido ao norte da capital iemenita, Sanaa. Segundo os militantes, o veículo estaria realizando um voo de reconhecimento.

Os EUA utilizam este tipo de drones no Iêmen maioritariamente contra os terroristas da Al-Qaeda (organização terrorista proibida na Rússia). Desde 2015, estes veículos são também usados pelas forças da coalizão liderada pela Arábia Saudita contra os militantes houthis.

O Iêmen tem sido abalado desde 2014 por um conflito armado entre os militantes houthis do movimento xiita Ansar Allah e uma parte do exército fiel ao ex-presidente Ali Abdullah Saleh, de um lado, e forças governamentais e a milícia fiel ao presidente Abd Rabbuh Mansur Hadi, de outro. O governo recebe ajuda por via aérea e terrestre da coalizão liderada pela Arábia Saudita.


Postar um comentário