Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Oficial do Hezbollah: nossos mísseis podem atingir qualquer ponto de Israel

O Hezbollah é capaz de atingir qualquer ponto em Israel com seus mísseis, disse Sheikh Naim Qassem, secretário-geral adjunto do movimento libanês Hezbollah em entrevista ao jornal iraniano al-Vefagh.
Sputnik

"Não há um único ponto nos territórios ocupados fora do alcance dos mísseis do Hezbollah", disse Qassem.


Segundo o alto funcionário, os mísseis servem para impedir Israel de iniciar outra guerra com o Líbano, expondo a "frente israelense".

Qassem comentou também a guerra na Síria, onde o Hezbollah desempenhou um papel ativo na assistência ao governo sírio contra vários agrupamentos terroristas, incluindo o Daesh e Frente al-Nusra (grupos terroristas proibidos na Rússia). O funcionário elogiou as vitórias alcançadas contra os terroristas, mas criticou os EUA por sua suposta obstrução ao processo de paz.

As tensões entre Tel Aviv e o movimento libanês xiita Hezbollah aumentaram em 4 de dezembro depois que as tropas israelenses lançaram a operação Northern Shield, dest…

Militantes iemenitas derrubam drone norte-americano com míssil terra-ar (VÍDEO)

Os militantes iemenitas houthis filmaram a derrubada de um drone de reconhecimento norte-americano MQ-9 Reaper.


Sputnik

O vídeo foi publicado pelo canal de TV Al-Masirah. A gravação mostra o drone sendo derrubado por um míssil terra-ar. No fim do vídeo, pode-se ver uma multidão observando os destroços do veículo em fogo. 


Drone norte-americano MQ-9 Reaper
Drone norte-americano MQ-9 Reaper © AP Photo/ Leslie Pratt, US Air Force

Anteriormente, foi informado que um MQ-9 Reaper tinha sido abatido ao norte da capital iemenita, Sanaa. Segundo os militantes, o veículo estaria realizando um voo de reconhecimento.

Os EUA utilizam este tipo de drones no Iêmen maioritariamente contra os terroristas da Al-Qaeda (organização terrorista proibida na Rússia). Desde 2015, estes veículos são também usados pelas forças da coalizão liderada pela Arábia Saudita contra os militantes houthis.

O Iêmen tem sido abalado desde 2014 por um conflito armado entre os militantes houthis do movimento xiita Ansar Allah e uma parte do exército fiel ao ex-presidente Ali Abdullah Saleh, de um lado, e forças governamentais e a milícia fiel ao presidente Abd Rabbuh Mansur Hadi, de outro. O governo recebe ajuda por via aérea e terrestre da coalizão liderada pela Arábia Saudita.


Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas