Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Por que negociações entre Washington e Pyongyang estão condenadas ao fracasso?

Em vez de proferir mais ameaças, a administração Trump deve mostrar que é um parceiro de negociação confiável, escreve o The National Interest, acrescentando que é importante enviar sinais claros agora.
Sputnik

O presidente norte-americano Donald Trump continua tratando a sua administração como uma brigada de salvamento para a diplomacia internacional, mas os norte-coreanos não são estúpidos e não confiam em promessas, afirma o autor do The National Interest Doug Bandow no seu recente artigo.


"O desmantelamento nuclear da Líbia, em muito forçado pelos EUA no passado, se revelou um modo de agressão por meio da qual os norte-americanos convenceram os líbios com tais palavras doces como 'garantia de segurança' e 'melhoramento das relações' para desarmar o país e depois destruí-lo pela força", conforme notou o Ministério das Relações Exteriores da Coreia do Norte, acrescentando que os norte-coreanos percebem as intenções dos EUA.

O autor, lembrando o caso da Líbia, …

Ministério da Defesa russo: presença militar dos EUA no Báltico viola acordo OTAN-Rússia

De acordo com o Ministério russo da Defesa, a presença do contingente militar dos EUA nos países bálticos contradiz o acordo OTAN-Rússia.


Sputnik

A 2ª brigada armada dos EUA já chegou à Polônia e se instalou aí junto com veículos blindados, a 3ª brigada permanece na Polônia, comunicou o porta-voz do Ministério da Defesa russo, Igor Konashenkov.


Soldados poloneses e norte-americanos durante exercícios conjuntos Anakonda 16 perto de Torun, Polônia, junho de 2016
Tropas polonesas e norte-americanas em exercício militar © REUTERS/ Kacper Pempel

"Assim, ao contrário de todas as afirmações da OTAN e dos EUA sobre o número 'pouco significativo' de tropas deslocadas perto das fronteiras russas, de facto hoje está instalada não uma brigada, mas uma divisão mecanizada dos EUA, para onde, no espaço de 2 horas, pode ser enviado pessoal da base norte-americana mais próxima na Europa", acrescentou Konashenkov.

De acordo com ele o deslocamento de tropas adicionais norte-americanas para a Europa surge em meio da histeria ocidental sobre as manobras Zapad 2017, que alegadamente não teriam sido transparentes.

Ele afirma que toda a histeria da mídia europeia e especialmente dos países do Báltico em torno da "ameaça russa" proveniente das manobras russo-bielorrussas Zapad 2017 é um pretexto para o deslocamento de tropas norte-americanas adicionais. "Quem é que se prepara para agressão?", foi a pergunta retórica com que finalizou o discurso.


Postar um comentário