Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Militares dos EUA prometem responder a possível ataque turco contra cidade síria de Manbij

Os militares norte-americanos prometeram responder a qualquer ataque contra a cidade síria de Manbij à luz de uma possível operação turca na área, afirmou o comandante do Conselho Militar de Manbij, que faz parte das Forças Democráticas da Síria (FDS), Ebu Adil.
Sputnik

Em entrevista à Sputnik Turquia, Ebu Adil comentou a resposta dos EUA às preocupações expressas pelos representantes do Conselho Militar de Manbij devido a um possível ataque contra a cidade síria por parte de Ancara.


"Há dois anos, em conjunto com as forças da coalizão liderada pelos EUA, nós limpamos Manbij do Daesh [organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países]. Desde então, na cidade se encontram forças da coalizão. Algum tempo atrás, nós falamos com os militares norte-americanos sobre um possível ataque da Turquia contra Manbij. Os militares dos EUA prometeram responder a qualquer ataque contra a cidade, de onde quer que ele provenha", afirmou o comandante do conselho.

Além disso, ele …

OTAN mantém silêncio sobre evacuação de militantes do Afeganistão em aeronave dos EUA

O enviado especial do presidente russo ao Afeganistão, Zamir Kabulov, comentou em coletiva de imprensa depois da reunião do Conselho Rússia-OTAN em Bruxelas a nova estratégia dos EUA em relação ao Afeganistão.


Sputnik

A nova estratégia dos EUA em relação ao Afeganistão mina as chances de resolução política da situação no país; trata-se de óbvios aspectos negativos, declarou o enviado especial do presidente russo ao Afeganistão, Zamir Kabulov.


Soldados norte-americanos e afegãos andam abaixo dos helicópteros da OTAN
Soldados norte-americanos e afegãos em basa de OTAN no Afeganistão © AFP 2017/ WAKIL KOHSAR

A Rússia está esperando a reação dos líderes da OTAN "aos helicópteros sem sinais de identificação que foram vistos sobre o território do Afeganistão. Não recebemos resposta alguma", disse o diplomata.

"A OTAN não apresentou evidências documentais para sustentar as acusações da Rússia do apoio ao movimento radical Talibã", adicionou Zamir Kabulov.

Na semana passada, o secretário-geral da OTAN, Jens Stoltenberg, disse que a reunião de 26 de outubro seria focada nos conflitos na Ucrânia e Afeganistão, bem como nos meios de reduzir os riscos de colisões e acidentes durante exercícios militares.

Na quinta-feira (26), o Conselho Rússia-OTAN realiza a terceira reunião deste ano.


Postar um comentário