Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

No decorrer da operação Ramo de Oliveira será criada zona de segurança na Síria

O primeiro-ministro turco Binali Yildirim anunciou a criação, durante a operação militar turca na província síria de Afrin, de uma faixa de segurança de 30 quilômetros.
Sputnik

O premiê, citado pela emissora Haberturk, adiantou também que a operação seria efetuada em quatro etapas.


"A operação vai decorrer em 4 etapas com o objetivo de criar uma faixa de segurança de 30 quilômetros, que será limpa de terroristas", disse o político, citado pela emissora NTV.

Yildirim adiantou que até agora não há mortos ou feridos entre o contingente turco que realiza a operação.

Mais cedo, o Estado-Maior da Turquia anunciou o início da operação "Ramo de Oliveira" contra os grupos curdos na província síria de Afrin, que começou precisamente às 14h00 locais (12h00 no horário de Brasília). De acordo com a entidade militar, a operação conta com a participação de 72 aviões, enquanto 108 dos 113 alvos planejados já foram eliminados. Há poucos dias, o premiê turco, Binali Yildirim, havia avanç…

OTAN mantém silêncio sobre evacuação de militantes do Afeganistão em aeronave dos EUA

O enviado especial do presidente russo ao Afeganistão, Zamir Kabulov, comentou em coletiva de imprensa depois da reunião do Conselho Rússia-OTAN em Bruxelas a nova estratégia dos EUA em relação ao Afeganistão.


Sputnik

A nova estratégia dos EUA em relação ao Afeganistão mina as chances de resolução política da situação no país; trata-se de óbvios aspectos negativos, declarou o enviado especial do presidente russo ao Afeganistão, Zamir Kabulov.


Soldados norte-americanos e afegãos andam abaixo dos helicópteros da OTAN
Soldados norte-americanos e afegãos em basa de OTAN no Afeganistão © AFP 2017/ WAKIL KOHSAR

A Rússia está esperando a reação dos líderes da OTAN "aos helicópteros sem sinais de identificação que foram vistos sobre o território do Afeganistão. Não recebemos resposta alguma", disse o diplomata.

"A OTAN não apresentou evidências documentais para sustentar as acusações da Rússia do apoio ao movimento radical Talibã", adicionou Zamir Kabulov.

Na semana passada, o secretário-geral da OTAN, Jens Stoltenberg, disse que a reunião de 26 de outubro seria focada nos conflitos na Ucrânia e Afeganistão, bem como nos meios de reduzir os riscos de colisões e acidentes durante exercícios militares.

Na quinta-feira (26), o Conselho Rússia-OTAN realiza a terceira reunião deste ano.


Postar um comentário