Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Helicópteros americanos estariam resgatando terroristas do Daesh de prisão síria

Os helicópteros norte-americanos tiraram terroristas do Daesh de uma prisão na cidade síria de Al-Hasakah, informou uma fonte local à Sputnik.
Sputnik

"Habitantes locais viram do telhado helicópteros estadunidenses aterrissando no território de uma prisão local, controlada pelos curdos, para tirar de lá terroristas do Daesh", afirmou a fonte — que preferiu não ser identificada — em Al-Hasakah à Sputnik Árabe.


Além disso, há informações que os militares norte-americanos estariam trazendo para a prisão várias munições, porque planejam criar no lugar uma base.

Anteriormente, a mídia iraquiana comunicou que helicópteros dos EUA tinham transportado membros do grupo Daesh (proibido na Rússia) da prisão central de Al-Hasakah para sua base perto do povoado Abu Hajar, no leste da Síria.

De acordo com fontes locais, na prisão de Al-Hasakah, muito bem fortificada, estariam encarcerados cerca de 100 terroristas, a maioria de cidadania estrangeira. Especialistas sírios acham que são os mesmos…

Pentágono diz que exército dos EUA deve garantir opções militares para Coreia do Norte

O secretário de Defesa dos EUA, James Mattis, comentou a posição do Pentágono sobre a questão da Coreia do Norte nesta segunda-feira (9).


Sputnik

O secretário de Defesa dos EUA, James Mattis, afirmou nesta segunda-feira (9) que, apesar dos EUA estarem envolvidos em esforços diplomáticos e com a política de sanções, o exército norte-americano deve ter garantias de caráter militar para lidar com a crise da Coreia do Norte. 


Pentágono, sede do Departamento de Defesa dos EUA
Pentágono, EUA © Sputnik/ David B. Gleason

"O exército dos EUA deveria estar pronto para garantir que nós tenhamos opções militares para o nosso presidente poder empregar se necessário", disse Mattis aos ser perguntado sobre a estratégia da Pentágono em relação à Coreia do Norte.

Ele enfatizou que, atualmente, Washington recorre à diplomacia, acrescentando que o Conselho de Segurança da ONU votou duas vezes seguidas de forma unânime a favor da imposição de sanções mais fortes contra Pyongyang por conta de seus lançamentos de mísseis balísticos e nucleares.

"A Coreia [do Norte] está em nossas mentes, e vocês sabem que há um motivo. O que o futuro reserva? Nem vocês nem eu posso dizer", acrescentou o secretário de Defesa.

A declaração de surge após uma série de publicações do presidente dos EUA, Donald Trump, em seu Twitter, na semana passada, sugerindo que Washington poderia estar considerando uma opção militar em relação à Coreia do Norte. Mais recentemente, o presidente dos EUA disse que "apenas uma coisa funcionará" no que diz respeito a Pyongyang, afirmando que as políticas de aplicadas à Coreia do Norte nos 25 anos não funcionaram.


Postar um comentário