Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

ONG: EUA mobiliza terroristas no sul da Síria para atacar Ghouta Oriental

Os militares norte-americanos estão mobilizando combatentes de diversos grupos armados com objetivo de atacar os subúrbios orientais de Damasco, disse à Sputnik o chefe da rede de direitos humanos na Síria, Ahmad Kazem.
Sputnik

"Neste momento os EUA estão juntando os combatentes do Daesh e outros grupos, inclusive os de Idlib, e tenta os transferir para At-Tanf e depois para Ghouta Oriental (subúrbio de Damasco), com objetivo de se contrapor ao exército sírio, que pretende liberar a região dos terroristas", disse Kazem. 


Segundo o defensor dos direitos humanos, os financiadores da Arábia Saudita ordenaram que os terroristas já localizados em Guta Oriental empreendam o máximo dos esforços para resistir às tropas de Damasco.

"Eles continuarão a atacar Damasco de forma caótica com seus morteiros", acrescentou o entrevistado.

Os terroristas, que tomaram o subúrbio oriental de Damasco, continuam a disparar contra os bairros centrais e residenciais da capital síria. Nesta qui…

Presidente russo: Coreia do Norte tem bomba atômica já desde 2001

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, disse que já em 2001 o então líder da Coreia do Norte, Kim Jong-il, revelou que Pyongyang possuía bomba atômica e tinha planos sobre seu desenvolvimento no futuro.


Sputnik

"Parece que foi em 2001, quando eu estava viajando ao Japão, visitei a Coreia do Norte e me encontrei lá com o pai do atual líder [Kim Jong-un]. Naquele tempo, ele me disse que o país tinha bomba atômica. Pois é. Além disso, ele afirmou que utilizando sistemas de artilharia bastante simples o país poderia alcançar tudo", contou Putin durante o fórum Semana Russa da Energia em Moscou.


Kim Jong-un, líder norte-coreano observa treinamentos do Exército Popular da Coreia (foto de arquivo)
Kim Jong-un © REUTERS/ KCNA

"Pois, quando foi aquilo? Foi em 2001. Agora estamos em 2017, o país está vivendo sanções permanentes, ao invés de bomba atômica já tem a de hidrogênio. Em vez de sistema simples de artilharia, tem mísseis de alcance médio de até 2.700 km, ou até mais", assinalou o presidente russo.

Vladimir Putin frisou que não é possível resolver os problemas existentes quanto à Coreia do Norte via sanções. Ele ressaltou que, anteriormente, teve lugar uma tentativa de chegar a acordo com a Coreia do Norte, e o país assumiu compromissos de parar seus programas nucleares e de mísseis, mas depois a situação agravou novamente.


Postar um comentário