Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Defesa russa: avião Il-20 foi derrubado por mísseis sírios S-200

De acordo com o ministério russo, o sistema de defesa aérea sírio tentava atacar um avião de Israel. No entanto, a tripulação israelense fez uma manobra especial para se proteger, e o míssil acabou atingindo acidentalmente o avião russo Il-20.
Sputnik

O avião Il-20 desapareceu dos radares em 17 de setembro, por volta das 23h do horário de Moscou, (17h em Brasília) durante o retorno planejado à base aérea de Hmeymim, acima do território do mar Mediterrâneo, a 35 quilômetros da costa da Síria, informou o comunicado do Ministério da Defesa da Rússia. O represente oficial da Defesa russa, Igor Konashenkov sublinhou que os aviões israelenses "propositalmente criaram uma situação perigosa para navios e aviões nessa região".

Na opinião dele, para evitar o ataque sírio, a tripulação israelense acabou tornando o Ilyushin-20 alvo de ataque.

"Ao tentarem proteger-se com ajuda do avião russo, os pilotos israelenses o puseram debaixo de fogo do sistema de defesa antiaérea da Síria"…

Rei saudita elogia postura de Donald Trump em relação ao Irã

O rei Salman bin Abdulaziz Al Saud, da Arábia Saudita elogiou em conversa telefônica a estratégia adotada pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, em relação ao Irã, segundo informou a mídia local neste domingo.


Sputnik

De acordo com o Al Arabiya, o líder saudita teria afirmado que a atual administração dos EUA reconhece os desafios e ameaças impostos pelos iranianos, destacando a necessidade de adotarem ações conjuntas contra o terrorismo, que, segundo Salman, teria em Teerã o seu principal financiador. 


Presidente dos EUA, Donald Trump, é recebido pelo rei da Arábia Saudita, Salman bin Abdulaziz Al Saud, em Riad, na Arábia Saudita (arquivo)
Donald Trump e o rei saudita Salman bin Abdulaziz Al Saud © REUTERS/ Jonathan Ernst

Trump, por sua vez, agradeceu o apoio e garantiu que os Estados Unidos estão prontos para trabalhar com seus parceiros para alcançar a paz e a segurança no mundo.

Na última sexta-feira, o chefe de Estado norte-americano anunciou que seu governo não iria certificar o cumprimento, pelo Irã, do Plano de Ação Conjunto Global, referente ao acordo nuclear firmado entre Teerã e o grupo do P5 + 1 (China, Estados Unidos, França, Reino Unido, Rússia). Segundo Trump, os iranianos, ao contrário do que afirmaram os inspetores internacionais, teriam violado regras do pacto, firmado em 2015 na Áustria.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas