Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

ONG: EUA mobiliza terroristas no sul da Síria para atacar Ghouta Oriental

Os militares norte-americanos estão mobilizando combatentes de diversos grupos armados com objetivo de atacar os subúrbios orientais de Damasco, disse à Sputnik o chefe da rede de direitos humanos na Síria, Ahmad Kazem.
Sputnik

"Neste momento os EUA estão juntando os combatentes do Daesh e outros grupos, inclusive os de Idlib, e tenta os transferir para At-Tanf e depois para Ghouta Oriental (subúrbio de Damasco), com objetivo de se contrapor ao exército sírio, que pretende liberar a região dos terroristas", disse Kazem. 


Segundo o defensor dos direitos humanos, os financiadores da Arábia Saudita ordenaram que os terroristas já localizados em Guta Oriental empreendam o máximo dos esforços para resistir às tropas de Damasco.

"Eles continuarão a atacar Damasco de forma caótica com seus morteiros", acrescentou o entrevistado.

Os terroristas, que tomaram o subúrbio oriental de Damasco, continuam a disparar contra os bairros centrais e residenciais da capital síria. Nesta qui…

Relatório secreto: OTAN não conseguirá conter ofensiva da Rússia

Um relatório secreto da OTAN lista todos os pontos fracos da aliança militar ocidental, informa o Der Spiegel.


Sputnik

Segundo aponta o jornal alemão, os autores do relatório chegaram a uma conclusão pouco auspiciosa: após a Guerra Fria "a capacidade da OTAN de efetuar o reforço logístico reduziu-se drasticamente frente ao alargamento do território sob o seu controle", o que faz com que a aliança militar não consiga repelir um eventual ataque ofensivo da Rússia, informa o RT.


Tanques da OTAN na Letônia, perto da fronteira com a Rússia
Blindados da OTAN na Letônia © AP Photo/ Mindaugas Kulbis

De acordo com o relatório secreto NATO SECRET, a Aliança Atlântica não possui bastantes pontes, equipamento especial e transporte ferroviário para transportar o material bélico pesado, informa o Der Spiegel.

"Para que servem os sistemas de combate dispendiosos se não há possibilidades de transportá-los para os lugares necessários?", se questiona a edição.

De acordo com os autores do relatório, a OTAN não pode conter uma agressão com as suas forças de reação rápida. Eles acrescentam que não há garantias de que estas forças possam reagir rapidamente.

O relatório afirma que a OTAN "não conseguiria conter uma ofensiva russa porque não pode deslocar as suas tropas para as posições a tempo, porque há poucos oficiais nos estados-maiores e porque abastecimento do outro lado do Atlântico não funciona".

Todos estes problemas permanecem apesar de a aliança militar "exceder consideravelmente" o exército russo em questões de potência militar e econômica, conclui o Der Spiegel.


Postar um comentário