Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Ministro israelense ameaça devolver Líbano à 'Idade da Pedra'

Em entrevista ao portal saudita Elaph, o ministro da Inteligência de Israel, Yisrael Katz, avisou que seu país não hesitará em atacar o Líbano para deter a atividade do grupo xiita libanês Hezbollah, e ameaçou devolver o Líbano à "Idade da Pedra", informou o jornal israelense Haaretz.
Sputnik

Além disso, Katz anunciou que Israel atacará instalações militares do Irã no Líbano: "Temos informações de que o Irã está construindo fábricas de mísseis avançados no Líbano e quero enfatizar que traçamos uma linha vermelha e que não deixaremos que o faça custe o que custar", acrescentou.


Lembrando-se da Segunda Guerra do Líbano em 2006, onde Israel lutou contra o Hezbollah, Katz destacou que os eventos de 11 anos atrás serão um "piquenique" em comparação com o que Israel pode fazer agora.

"Lembro-me de como um ministro saudita disse que devolveria o Hezbollah às suas cavernas no sul do Líbano. Devolveremos o Líbano à Idade da Pedra", declarou o ministro israel…

Rússia fornecerá à Arábia Saudita sistemas de mísseis S-400 e outras armas

A Rússia e a Arábia Saudita acordaram o fornecimento de sistemas de mísseis S-400, assim como de vários outros armamentos, incluindo fuzis AK-103 da classe Kalashnikov.


Sputnik

A Rússia e a Arábia Saudita acordaram o fornecimento de sistema S-400, assim como de complexos de mísseis antitanque Kornet-EM, sistemas de lança-foguetes múltiplos pesados TOS-1 Buratino, lança-granadas AGS-30 e fuzis AK-103 da classe Kalashnikov, informou na segunda-feira (9) a Sputnik, citando Maria Vorobyova, representante oficial do Serviço Federal de Cooperação Técnico-Militar da Rússia.


Sistemas de mísseis S-400 Triumph do regimento de defesa antiaérea na cidade russa de Teodósia, na Crimeia
Sistema antiaéreo S-400 Triumph © Sputnik/ Sergei Malgavko

"Chegamos a acordo com a Arábia Saudita de fornecer sistemas de defesa aérea S-400, mísseis antitanque Kornet-EM, sistemas TOS-1A, lança-granadas automáticos AGS-30, fuzis AK-103 da classe Kalashnikov", disse a representante.

Segundo ela, durante a visita do rei saudita Salman bin Abdulaziz Al Saud à Rússia, a produtora russa de armas Rosoboronexport e a empresa Indústrias Militares da Arábia Saudita (Saudi Arabian Military Industries, SAMI, na sigla em inglês) assinaram um acordo sobre a organização da produção de fuzis Kalashnikov AK-103 e respectivas munições na Arábia Saudita.

Vorobyova acrescentou também que a Rosoboronexport e a SAMI assinaram um memorando de cooperação na área da indústria de defesa.

Mais cedo, a agência de notícias Bloomberg publicou informações citando um comunicado de imprensa da SAMI, segundo o qual Moscou e Riad assinaram contratos que preveem a compra de sistemas de defesa aérea S-400 pelos sauditas.


Postar um comentário