Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Adeus a tecnologias 'stealth': novo radar russo pode detectar aviões furtivos

Tecnologias russas capazes de detectar aviões furtivos do inimigo podem vir a fazer parte do sistema da defesa antiaérea unida da OTSC – Organização do Tratado de Segurança Coletiva, declarou o chefe do Estado-Maior Conjunto da aliança, Anatoly Sidorov.
Sputnik

Inovações russas capazes de desativar tecnologias furtivas do inimigo podem vir a ser usadas na criação do sistema de defesa antiaérea unida da OTSC, declarou militar, citado pelo jornal Rossiyskaya Gazeta. Sidorov comentou que essas inovações seriam eficazes tanto contra aviação do inimigo como contra ataques com mísseis.



O sistema Rezonans-NE funciona graças ao princípio de reflexão ressonante de ondas de rádio da superfície de aparelhos aéreos, facilitando vigilância de aeronaves e mísseis do inimigo, explicou Aleksandr Scherbinko, vice-diretor executivo da empresa de design Rezonans.

"Este modelo pode ser de grande interesse, levando em consideração criação do sistema de defesa antiaérea unida da OTSC, cuja inauguração est…

Rússia instala segunda divisão de mísseis S-400 na Síria

Na província síria de Hama foi instalada uma segunda divisão do sistema de defesa antiaérea S-400, informa a edição Jane's Defense Weekly. De acordo com a publicação, os armamentos foram entregues pela Rússia à Síria entre abril e julho de 2017.


Sputnik

Como prova é apresentada uma imagem de satélite datada de 2 de julho, onde se observa uma segunda divisão destes mísseis. De acordo com os autores, colaboradores do centro francês CNES, nesta imagem se podem ver radares e lançadores S-400 a 13 quilômetros a noroeste da cidade de Massiafe. Anteriormente, nesta posição havia uma bateria de defesa antiaérea da Síria S-200VE.


Os sistemas S-400
Sistema de defesa antiaérea russo S-400 Triumph © Sputnik/ Alexander Vilf

No local há radares de varredura circular, quatro lançadores com quatro mísseis cada, bem como um veículo de comando escondido em um bunker. Nas proximidades, há um radar sírio que é responsável pela deteção de alvos para o sistema S-200: uma estação soviética P-14 com uma antena parabólica gigantesca.

Além disso, pelo menos um sistema de defesa antiaérea de curto alcance Pantsir-S está igualmente desdobrado nas posições da divisão. No fórum militar Exército 2017 os militares russos informaram que vários veículos não tripulados haviam sido derrubados pelo sistema Pantsir em 2017 na área de Massiafe.

A segunda divisão foi instalada na cordilheira paralela à costa, o que dá aos radares uma visão ampla. Os primeiros mísseis S-400 foram entregue pela Rússia à Síria no final de novembro de 2015 e foram instalados em Hmeymim.


Postar um comentário