Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Donetsk declara estar em prontidão de combate para se defender de suposta ofensiva de Kiev

Os destacamentos da autoproclamada República Popular de Donetsk (RPD) estão em prontidão de combate total e completamente equipados com todo o necessário para o caso de haver uma possível ofensiva das Forças Armadas da Ucrânia em Donbass, declarou aos jornalistas o vice-comandante da Milícia Popular da RPD, Eduard Basurin.
Sputnik

Anteriormente, Donetsk denunciou a preparação de um grande ataque por parte de Kiev no sul da região de Donetsk com uso de veículos blindados pesados, artilharia e lançadores múltiplos de foguetes.


Segundo dados da inteligência, a ofensiva foi programada para 14 de dezembro com o objetivo final de tomar sob controle a fronteira com a Rússia. O líder da RPD, Denis Pushilin, declarou por sua vez que as forças de Donetsk estavam prontas para repelir o ataque.

"Todas as unidades militares foram colocadas em prontidão de combate total. Desde o momento em que recebemos informação sobre a preparação de uma ofensiva em grande escala do lado ucraniano, os nossos des…

Rússia pode vir a instalar mais mísseis Iskander no oeste do país

Rússia pode vir a instalar mais sistemas de mísseis táticos Iskander em seu enclave ocidental Kaliningrado e em outras zonas como resposta às ações dos EUA nos países bálticos, declarou o chefe do Comitê de Defesa da Duma de Estado da Rússia, Vladimir Shamanov.


Sputnik

"É muito possível que [sejam instaladas] não só as unidades, mas também meios de destruição, por exemplo, reforço dos mísseis Iskander, incluindo em Kaliningrado", disse.


Sistema de mísseis Iskander, foto de arquivo
Sistema de mísseis russo Iskander © Sputnik/ Alexander Vilf

No entanto, o presidente do Comitê de Assuntos Internacionais do Conselho da Federação da Rússia, Konstantin Kosachev, declarou em 12 de outubro que a Rússia espera explicações dos EUA e da OTAN por terem instalado unidades militares perto da fronteira russo-polonesa.

A 2ª brigada blindada dos EUA desembarcou na Polônia para apoiar as forças da 3ª brigada, antes instalada no país, fazendo com que a participação dos EUA alcançasse nível da divisão blindada.

Em julho de 2016, a OTAN aumentou sua presença militar sem precedentes no Leste Europeu ao instalar quatro batalhões multinacionais, de mais de 1.000 soldados cada, na Estônia, Letônia, Lituânia e Polônia.

Ao mesmo tempo, o bloco militar continua instalando elementos de sistemas antimísseis dos EUA na Europa.

Em maio de 2016, instalou o sistema norte-americano Aegis Ashore – sistema antimíssil da OTAN – na base de Deveselu, Romênia, a cerca de 600 quilômetros a oeste da península russa da Crimeia.

O Pentágono está construindo outra instalação semelhante com radares e mísseis interceptores na localidade polonesa de Redzikowo a 190 quilômetros do enclave russo de Kaliningrado.


Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas