Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Militares dos EUA prometem responder a possível ataque turco contra cidade síria de Manbij

Os militares norte-americanos prometeram responder a qualquer ataque contra a cidade síria de Manbij à luz de uma possível operação turca na área, afirmou o comandante do Conselho Militar de Manbij, que faz parte das Forças Democráticas da Síria (FDS), Ebu Adil.
Sputnik

Em entrevista à Sputnik Turquia, Ebu Adil comentou a resposta dos EUA às preocupações expressas pelos representantes do Conselho Militar de Manbij devido a um possível ataque contra a cidade síria por parte de Ancara.


"Há dois anos, em conjunto com as forças da coalizão liderada pelos EUA, nós limpamos Manbij do Daesh [organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países]. Desde então, na cidade se encontram forças da coalizão. Algum tempo atrás, nós falamos com os militares norte-americanos sobre um possível ataque da Turquia contra Manbij. Os militares dos EUA prometeram responder a qualquer ataque contra a cidade, de onde quer que ele provenha", afirmou o comandante do conselho.

Além disso, ele …

Soldados da OTAN bêbados armam briga em bar lituano

Alguns soldados alemães da OTAN deslocados na Lituânia iniciaram uma briga em um bar, depois de beber muito álcool, informa o jornal alemão Spiegel.


Sputnik

O episódio aconteceu no início de outubro na cidade de lituana de Rucla, cerca das 02h00, quando dois soldados bêbados começaram a brigar e outros militares presentes se juntaram à rixa.


Exercícios da OTAN na Lituânia
Militares da OTAN na Lituânia © AP Photo/ Mindaugas Kulbis

O incidente obrigou a polícia da Lituânia a intervir e a baixar os ânimos entre os soldados da OTAN. Um deles teve que ser internado no hospital e outro foi levado para o quartel.

Quinhentos soldados do exército alemão se encontram atualmente cumprindo serviço da OTAN na Lituânia. Segundo revela o Spiegel, na saída da cidade de Rucla os soldados receberam ordens de comportar-se adequadamente, de modo a "a não colocar em risco a reputação das tropas da OTAN".

Curiosamente, até nas brigas de bêbados os países da OTAN costumam ver "a mão do Kremlin".

Sem ir mais longe, o Serviço de Segurança e Inteligência da Dinamarca advertiu os soldados dinamarqueses deslocados nos países bálticos para não visitarem os bares da cidade de Tallinn e Tartu, por causa de possíveis "provocações de mulheres agentes russas", informou na época o Copenhagen Post.

Em fevereiro deste mesmo ano, a Estônia acusou Moscou de incitar brigas entre os soldados desdobrados em seu país para desacreditar o profissionalismo da OTAN.


Postar um comentário