Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

O que acontece quando desaparece um submarino como o argentino ARA San Juan

As autoridades argentinas continuam com as buscas para tentar localizar o submarino ARA San Juan, que estava em uma missão de treinamento e desapareceu na última quarta com 44 tripulantes a bordo.
BBC Brasil


A Marinha argentina revelou que, no último contato, o subcomandante afirmou que a embarcação apresentava um curto-circuito no sistema de baterias.


O submarino fazia o trajeto entre o Ushuaia, no sul do país, e a base naval de Mar del Plata, mais ao norte, quando deixou de se comunicar e sumiu dos radares. Segundo a Marinha, a tripulação teria comida e oxigênio para mais dois dias.

O governo argentino conta com a ajuda de vários países para realizar as buscas, incluindo Brasil e Estados Unidos.

Mas quais são principais dificuldades em uma operação para localizar um submarino? A BBC tenta responder a esta e a outras perguntas sobre o tema.

Por que submarinos não podem ser detectados?


Os submarinos são construídos para serem difíceis de se encontrar. O papel deles é participar, com frequênc…

Tempestade causou prejuízo de US$ 9 milhões no Cavex

Especialista em aviação revela bastidores do vendaval que tombou aeronave Pantera K2 e gerou estragos milionários na base militar do Exército de Taubaté na última sexta-feira


DefesaNet

Um vendaval que atingiu Taubaté na última sexta-feira gerou graves prejuízos na base militar do Cavex (Comando de Aviação do Exército), que teve aeronaves atingidas e danos estruturais.

Helicóptero Pantera do Exército Brasileiro | Redação / Gazeta de Taubaté

A reportagem apurou detalhes exclusivos do acontecimento com um especialista no setor de aviação. De acordo com ele, a avaliação inicial do prejuízo inteiro da aeronave Pantera K2, que tombou no Cavex e danificou parte da hélice, é de US$ 4 milhões.

O especialista revelou também que dois helicópteros H225M teriam se tocado com o forte vento, o que renderia um prejuízo ainda maior, de mais US$5 milhões.

“Se as caixas de transmissão principais desses helicópteros forem condenadas pelo impacto, serão US$ 5 milhões de prejuízo”, informou.

Em nota, o Cavex confirmou o dano na aeronave Pantera K2 e preferiu não comentar oficialmente o suposto choque das aeronaves H225M, helicópteros fabricado pela Helibras para as três forças armadas brasileiras.

Redação / Gazeta de Taubaté

“Várias instalações sofreram avarias, bem como o tombamento de uma aeronave estacionada no pátio. Não houve vítimas e os danos ainda estão sendo avaliados e providências administrativas estão em curso”, informou comunicado oficial do Cavex.

A aeronave Pantera K2, que chegou a tombar com a tempestade, passará por uma avaliação para que os prejuízos sejam levantados. “Esta passará por uma avaliação técnica pormenorizada a fim de que sejam determinados quais os serviços necessários”.

Postar um comentário