Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

No decorrer da operação Ramo de Oliveira será criada zona de segurança na Síria

O primeiro-ministro turco Binali Yildirim anunciou a criação, durante a operação militar turca na província síria de Afrin, de uma faixa de segurança de 30 quilômetros.
Sputnik

O premiê, citado pela emissora Haberturk, adiantou também que a operação seria efetuada em quatro etapas.


"A operação vai decorrer em 4 etapas com o objetivo de criar uma faixa de segurança de 30 quilômetros, que será limpa de terroristas", disse o político, citado pela emissora NTV.

Yildirim adiantou que até agora não há mortos ou feridos entre o contingente turco que realiza a operação.

Mais cedo, o Estado-Maior da Turquia anunciou o início da operação "Ramo de Oliveira" contra os grupos curdos na província síria de Afrin, que começou precisamente às 14h00 locais (12h00 no horário de Brasília). De acordo com a entidade militar, a operação conta com a participação de 72 aviões, enquanto 108 dos 113 alvos planejados já foram eliminados. Há poucos dias, o premiê turco, Binali Yildirim, havia avanç…

USAF busca pilotos aposentados para retornar ao serviço ativo

A Força Aérea dos EUA (USAF) está encorajando os pilotos aposentados a retornar ao serviço ativo para preencher posições de chefia a fim de ajudar a aliviar a falta de pessoal na comunidade de pilotos, disse o Centro de Pessoal da Força Aérea em um anúncio na segunda-feira.


Poder Aéreo

A secretária da Força Aérea, Heather Wilson, aprovou o Voluntary Retired Return to Active Duty Program (VRRAD) em 11 de julho. É uma das muitas iniciativas que a Força Aérea está implementando para tentar reter pilotos qualificados e melhorar sua qualidade de vida, disse o porta-voz do Centro de Pessoal da Força Aérea, Michael Dickerson . Isso inclui garantir que os pilotos sejam usados ​​efetivamente, disse Dickerson.

O Capitão Valerie Vanderostyne da Guarda Aérea Nacional de Dakota do Sul realiza uma verificação pré-voo do cockpit de um F-16 Fighting Falcon no Joe Foss Field em Sioux Falls, SD. A USAF está buscando pilotos aposentados para retornar ao serviço ativo para preencher posições, permitindo assim que que os pilotos atuais sejam liberados para voar (Regina Garcia Cano/AP)

A USAF está tentando aumentar o número de novos pilotos que treina a cada ano em 200, ao mesmo tempo que aumenta os bônus de retenção como um incentivo para aqueles que pensam em dar baixa, disse Wilson em uma reunião do conselho editorial de 31 de agosto com o Air Force Times.

“Somos um serviço que é muito pequeno para o que está sendo pedido a nós”, disse Wilson. “Temos que encontrar uma melhor maneira de avaliar as necessidades de mão-de-obra”.

Os voluntários do VRRAD ajudariam a preencher as posições onde a experiência do piloto é necessária, disse o major Elizabeth Jarding, oficial de ligação do VRRAD, em um comunicado de imprensa na segunda-feira.

“Nós iremos combinar os participantes do VRRAD principalmente com equipes de chefia nos Estados Unidos que não exigem uma nova qualificação em um sistema de armas, com ênfase em organizações maiores, como equipes de comando principais”, disse ela. “Eles preencherão posições críticas que, de outra forma, permaneceriam vagas devido à escassez de oficiais de serviço ativo disponíveis para sair das tarefas de voo operacionais”.

Os aposentadores elegíveis que ocupam o Código da Especialidade da Força Aérea 11X podem se inscrever na página de Retiree Officer Assignment em mypers.af.mil.

Pilotos que não atingiram os 60 anos e que se aposentaram nos últimos cinco anos na categoria de capitão, major ou tenente-coronel, são elegíveis a candidatar-se. A participação é limitada a apenas 25 pilotos aposentados, com o turno de serviço ativo de 12 meses, disse Dickerson.

Postar um comentário