Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Adeus a tecnologias 'stealth': novo radar russo pode detectar aviões furtivos

Tecnologias russas capazes de detectar aviões furtivos do inimigo podem vir a fazer parte do sistema da defesa antiaérea unida da OTSC – Organização do Tratado de Segurança Coletiva, declarou o chefe do Estado-Maior Conjunto da aliança, Anatoly Sidorov.
Sputnik

Inovações russas capazes de desativar tecnologias furtivas do inimigo podem vir a ser usadas na criação do sistema de defesa antiaérea unida da OTSC, declarou militar, citado pelo jornal Rossiyskaya Gazeta. Sidorov comentou que essas inovações seriam eficazes tanto contra aviação do inimigo como contra ataques com mísseis.



O sistema Rezonans-NE funciona graças ao princípio de reflexão ressonante de ondas de rádio da superfície de aparelhos aéreos, facilitando vigilância de aeronaves e mísseis do inimigo, explicou Aleksandr Scherbinko, vice-diretor executivo da empresa de design Rezonans.

"Este modelo pode ser de grande interesse, levando em consideração criação do sistema de defesa antiaérea unida da OTSC, cuja inauguração est…

Chefe do Pentágono designa condição para saída das tropas norte-americanas da Síria

Os Estados Unidos não planejam sair da Síria até que as negociações sobre o país em Genebra alcancem sucesso, declarou o chefe do pentágono, James Mattis.


Sputnik

O secretário de Defesa estadunidense sublinhou que tal decisão ainda não foi tomada.


Forças dos EUA na Síria (foto de arquivo)
Tropas dos EUA na Síria © AFP 2017/ DELIL SOULEIMAN

"Isso não significa que todas [as tropas] permanecerão no país. Mas também não significa de modo algum que determinadas tropas sairão", acrescentou.

Segundo ele, Washington está disposto a fazer todo o possível para regular o conflito diplomaticamente, pois é preciso resolver o problema dos refugiados.

Os Estados Unidos atacam na Síria as posições do Daesh (grupo terrorista proibido na Rússia), mas sem permissão das autoridades do país. No país árabe permanecem algumas centenas de agentes de forças especiais norte-americanas que ajudam à milícia local.


Postar um comentário