Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Helicópteros americanos estariam resgatando terroristas do Daesh de prisão síria

Os helicópteros norte-americanos tiraram terroristas do Daesh de uma prisão na cidade síria de Al-Hasakah, informou uma fonte local à Sputnik.
Sputnik

"Habitantes locais viram do telhado helicópteros estadunidenses aterrissando no território de uma prisão local, controlada pelos curdos, para tirar de lá terroristas do Daesh", afirmou a fonte — que preferiu não ser identificada — em Al-Hasakah à Sputnik Árabe.


Além disso, há informações que os militares norte-americanos estariam trazendo para a prisão várias munições, porque planejam criar no lugar uma base.

Anteriormente, a mídia iraquiana comunicou que helicópteros dos EUA tinham transportado membros do grupo Daesh (proibido na Rússia) da prisão central de Al-Hasakah para sua base perto do povoado Abu Hajar, no leste da Síria.

De acordo com fontes locais, na prisão de Al-Hasakah, muito bem fortificada, estariam encarcerados cerca de 100 terroristas, a maioria de cidadania estrangeira. Especialistas sírios acham que são os mesmos…

Coreia do Norte: 14 mil militares dos EUA participam de exercício militar com Japão

Japão e Estados Unidos iniciaram um exercício militar de 10 dias nesta quinta-feira (16).


Sputnik

Após a ameaça nuclear oferecida pela Coreia do Norte dominar boa parte da agenda da recente viagem à Ásia do presidente Donald Trump, cerca de 14 mil militares dos EUA, o porta-aviões nuclear USS Ronald Reagan e outras embarcações participarão do exercício nas proximidades de Okinawa, no Japão.


Exercícios Foal Eagle com militares de EUA e Coreia do Sul (arquivo)
Tropas dos EUA e Coreia do Sul em exercício militar © AP Photo/ Lee Jin-man

Pyongyang afirma que estes exercícios são ensaios de uma possível invasão e em ocasiões similares já realizou testes de mísseis balísticos como resposta.

A atividade anual "é projetada para aumentar a prontidão defensiva e a interoperabilidade das forças japonesas e americanas através do treinamento nas operações aéreas e marítimas", disse a Marinha dos EUA por meio de comunicado.

No final de semana, o porta-aviões USS Ronald Reagan participou de exercícios no Oceano Pacífico ocidental com aeronaves do Japão e da Coreia do Sul.

O embaixador norte-coreano na Organização das Nações Unidas (ONU), Ja Song Nam, afirmou por meio de carta que a situação atual é "pior da história" na península coreana.


Postar um comentário