Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

O que acontece quando desaparece um submarino como o argentino ARA San Juan

As autoridades argentinas continuam com as buscas para tentar localizar o submarino ARA San Juan, que estava em uma missão de treinamento e desapareceu na última quarta com 44 tripulantes a bordo.
BBC Brasil


A Marinha argentina revelou que, no último contato, o subcomandante afirmou que a embarcação apresentava um curto-circuito no sistema de baterias.


O submarino fazia o trajeto entre o Ushuaia, no sul do país, e a base naval de Mar del Plata, mais ao norte, quando deixou de se comunicar e sumiu dos radares. Segundo a Marinha, a tripulação teria comida e oxigênio para mais dois dias.

O governo argentino conta com a ajuda de vários países para realizar as buscas, incluindo Brasil e Estados Unidos.

Mas quais são principais dificuldades em uma operação para localizar um submarino? A BBC tenta responder a esta e a outras perguntas sobre o tema.

Por que submarinos não podem ser detectados?


Os submarinos são construídos para serem difíceis de se encontrar. O papel deles é participar, com frequênc…

Coreia do Norte 'revela ao mundo' a 'verdadeira natureza' de Donald Trump

A agência estatal de notícias da Coreia do Norte, KCNA, lançou um novo ataque retórico contra o presidente dos EUA, Donald Trump, batizando-o de "maníaco da guerra nuclear" alguns dias antes da sua primeira visita oficial como chefe de Estado aos países asiáticos.


Sputnik

A KCNA qualificou como "retórica bélica e irresponsável" as declarações de Trump contra a Coreia do Norte, chamando o governante estadunidense de "mestre de injúrias" que "necessita de um médico para curar seu distúrbio psicológico".


Presidente dos EUA, Donald Trump, brinca com um bastão de beisebol durante evento na Casa Branca
Presidente dos EUA Donald Trump © AFP 2017/ Olivier Douliery

Além disso, a agência acredita que revelou ao mundo a verdadeira natureza de Donald Trump, chamando-o de um "maníaco da guerra nuclear".

Finalmente, a KCNA criticou a política de sanções introduzidas contra Coreia do Norte e assegurou que isso será ineficaz.

Esta crítica metafórica da agência estatal norte-coreana é expressa no âmbito da troca de frases duras entre os líderes dos Estados Unidos e da Coreia do Norte que continua sem parar durante os últimos meses e que aumenta as tensões cada vez mais entre os dois Estados, indica a AFP.

Por exemplo, Donald Trump titulou o líder norte-coreano Kim Jong-un de "homem míssil", enquanto Kim Jong-un respondeu chamando o presidente estadunidense de "velho lunático".

As tensões entre estadunidenses e norte-coreanos subiu consideravelmente nos últimos meses, após dois testes com mísseis balísticos intercontinentais (ICBMs, sigla em inglês) no mês de julho, e o sexto teste nuclear da Coreia do Norte em setembro. Como resposta, Trump usou a tribuna da ONU para ameaçar com a "destruição total" da Coreia do Norte.


Postar um comentário