Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Pyongyang: 3 porta-aviões perto da Coreia do Norte são uma ameaça de guerra nuclear

A ONU "fecha os olhos aos exercícios de guerra nuclear dos EUA, que estão empenhados em causar um desastre catastrófico para a humanidade", declarou o embaixador norte-coreano na ONU, Ja Song-nam.
Sputnik

As autoridades norte-coreanas classificaram na segunda (13) o deslocamento sem precedentes de 3 grupos de porta-aviões dos EUA para a zona da península da Coreia como uma "postura de ataque".


O representante norte-coreano permanente na ONU, Ja Song-nam, expressou em uma carta enviada ao secretário-geral da ONU o descontentamento do seu governo com os exercícios militares de Seul, Tóquio e Washington. Estes, segundo o diplomata, estão criando "a pior situação para a península da Coreia e seus arredores".

"Os EUA são os principais responsáveis por escalar as tensões e comprometer a paz", declarou Ja Song-nam.

Além da presença de 3 porta-aviões estadunidenses (Nimitz, Ronald Reagan e Theodore Roosevelt), Washington continua realizando voos de bombarde…

Deputado russo: EUA violarão o Tratado INF se desenvolverem míssil de médio alcance

Apesar das tentativas dos EUA de se justificarem quanto à sua decisão de desenvolver novo míssil de médio alcance, a Rússia continuará considerando tais ações como "violação direta do Tratado INF".


Sputnik

A decisão dos EUA de desenvolver um míssil de médio alcance viola o Tratado de Forças Nucleares de Alcance Intermediário (Tratado INF), declarou o vice-chefe do Comitê da Defesa da Duma de Estado (Câmara Baixa do parlamento russo), Yury Shvytkin.


Lançamento de um míssil dos EUA
Lançamento de míssil dos EUA © Foto: Departamento de Defesa dos EUA

Mais cedo, foi informado que o Congresso dos EUA concordou com todos os detalhes necessários para permitir os gastos em desenvolvimento de um míssil de médio alcance. Tal decisão foi tomada em resposta à alegada violação por parte da Rússia do Tratado INF.

Segundo os documentos publicados pelo Comitê de Serviços Armados do Senado, o novo orçamento militar prevê a atribuição de US$ 58 milhões (R$ 190 milhões) para desenvolver o novo míssil.

No entanto, o vice-chefe do Comitê da Defesa da Duma de Estado russo declarou em um comentário à Sputnik, que nessa situação a violação vem por parte dos EUA.

"É uma violação direta do Tratado INF por parte dos Estados Unidos, uma ação inaceitável que revela a política de duplo padrão de Washington e seu desrespeito quanto aos compromissos assumidos".

Em sua opinião, os EUA tentam desenvolver as relações com Rússia apenas com palavras e, ao mesmo tempo, dificultam o aliviamento das tensões.

Além disso, o deputado russo indicou que tais ações dos EUA requerem contramedidas "tomadas ao mais alto nível".

O Tratado INF é um acordo internacional entre Estados Unidos e União Soviética, assinado em 8 de dezembro de 1987. O acordo proíbe ambos os países de possuírem mísseis balísticos e mísseis de cruzeiro nucleares ou convencionais com alcances entre 500 e 5.500 km.


Postar um comentário