Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Pyongyang: 3 porta-aviões perto da Coreia do Norte são uma ameaça de guerra nuclear

A ONU "fecha os olhos aos exercícios de guerra nuclear dos EUA, que estão empenhados em causar um desastre catastrófico para a humanidade", declarou o embaixador norte-coreano na ONU, Ja Song-nam.
Sputnik

As autoridades norte-coreanas classificaram na segunda (13) o deslocamento sem precedentes de 3 grupos de porta-aviões dos EUA para a zona da península da Coreia como uma "postura de ataque".


O representante norte-coreano permanente na ONU, Ja Song-nam, expressou em uma carta enviada ao secretário-geral da ONU o descontentamento do seu governo com os exercícios militares de Seul, Tóquio e Washington. Estes, segundo o diplomata, estão criando "a pior situação para a península da Coreia e seus arredores".

"Os EUA são os principais responsáveis por escalar as tensões e comprometer a paz", declarou Ja Song-nam.

Além da presença de 3 porta-aviões estadunidenses (Nimitz, Ronald Reagan e Theodore Roosevelt), Washington continua realizando voos de bombarde…

Estado-Maior: forças nucleares russas podem causar 'dano inaceitável' a qualquer agressor

As forças nucleares estratégicas da Rússia são capazes de causar um dano inaceitável a qualquer agressor, inclusive aos que possuam sistemas de defesa antimíssil, afirmou o chefe do Estado-Maior General russo, Valery Gerasimov.


Sputnik

"No total, a porcentagem de armamentos modernos nas forças estratégicas nucleares terrestres, aéreas e navais atinge 74%", afirmou o chefe militar nesta terça-feira (7) durante uma reunião do Ministério da Defesa russo.


Complexo de mísseis Iskander-M
Míssil Iskander M © Sputnik/ Pavel Lisitsyn

Gerasimov sublinhou que "hoje em dia as forças estratégicas nucleares são capazes de causar de modo garantido um dano inaceitável a qualquer agressor", mesmo que este possua sistemas de defesa antimíssil.

O chefe do Estado-Maior também sublinhou que as capacidades de forças estratégicas nucleares aéreas aumentaram mais de 1,5 vezes nos últimos cinco anos.

"O número de aviões capazes de utilizar novos mísseis de cruzeiro aumentou mais de 11 vezes, a porcentagem de porta-mísseis estratégicos modernos subiu 53% comparada com 2012, totalizando 75,7%", disse.

Gerasimov também destacou que a Rússia conseguiu testar quase todos os modernos equipamentos e veículos militares durante a operação antiterrorista na Síria. Segundo ele, as missões de combate realizadas na Síria provaram que os armamentos e equipamentos russos "são uns dos melhores do mundo".


Postar um comentário