Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Oficial do Hezbollah: nossos mísseis podem atingir qualquer ponto de Israel

O Hezbollah é capaz de atingir qualquer ponto em Israel com seus mísseis, disse Sheikh Naim Qassem, secretário-geral adjunto do movimento libanês Hezbollah em entrevista ao jornal iraniano al-Vefagh.
Sputnik

"Não há um único ponto nos territórios ocupados fora do alcance dos mísseis do Hezbollah", disse Qassem.


Segundo o alto funcionário, os mísseis servem para impedir Israel de iniciar outra guerra com o Líbano, expondo a "frente israelense".

Qassem comentou também a guerra na Síria, onde o Hezbollah desempenhou um papel ativo na assistência ao governo sírio contra vários agrupamentos terroristas, incluindo o Daesh e Frente al-Nusra (grupos terroristas proibidos na Rússia). O funcionário elogiou as vitórias alcançadas contra os terroristas, mas criticou os EUA por sua suposta obstrução ao processo de paz.

As tensões entre Tel Aviv e o movimento libanês xiita Hezbollah aumentaram em 4 de dezembro depois que as tropas israelenses lançaram a operação Northern Shield, dest…

Fontes do Pentágono afirmam que EUA manipularam número de militares na Síria

O Pentágono deve reconhecer nos próximos dias que o número de militares dos Estados Unidos na Síria é quatro vezes maior do que o divulgado inicialmente.


Sputnik

Até o momento, Washington reconhece a operação de 503 militares em solo sírio. A maior parte deles presta apoio logístico e treina a Força Democrática Síria — um grupo de maioria curda que luta contra o Daesh no norte do país.


Resultado de imagem para militar eua síria
Soldado da Marinha americana patrulha região próxima à fronteira entre Iraque e Síria (Patrick Braz/AFP)

Contudo, fontes anônimas do Pentágono ouvidas pela agência Reuters afirmaram que, na verdade, existem pouco mais de 2 mil militares na Síria. A expectativa é que o Governo reconheça o número real de militares por meio de pronunciamento na próxima semana, mas pode haver alterações nesse cronograma.

Procurado pela Sputnik, o Pentágono afirmou que "não tem nada a acrescentar" sobre a reportagem.

Precisar o número de militares dos Estados Unidos operando no exterior é uma tarefa difícil. Desde Barack Obama (2009-2017), um sistema chamado Nível de Gerenciamento de Força (FML, na sigla em inglês) é utilizado para fazer este cálculo.

Oficialmente, são 503 miltiares na Síria e outros 5.262 no Iraque. Em agosto, o Pentágono afirmou que 11 mil militares estão no Afeganistão.

Ainda assim, há maneiras de contornar o FML ao trazer soldados de maneira temporária e por meio da contratação de terceirizados.


Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas