Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Militares dos EUA prometem responder a possível ataque turco contra cidade síria de Manbij

Os militares norte-americanos prometeram responder a qualquer ataque contra a cidade síria de Manbij à luz de uma possível operação turca na área, afirmou o comandante do Conselho Militar de Manbij, que faz parte das Forças Democráticas da Síria (FDS), Ebu Adil.
Sputnik

Em entrevista à Sputnik Turquia, Ebu Adil comentou a resposta dos EUA às preocupações expressas pelos representantes do Conselho Militar de Manbij devido a um possível ataque contra a cidade síria por parte de Ancara.


"Há dois anos, em conjunto com as forças da coalizão liderada pelos EUA, nós limpamos Manbij do Daesh [organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países]. Desde então, na cidade se encontram forças da coalizão. Algum tempo atrás, nós falamos com os militares norte-americanos sobre um possível ataque da Turquia contra Manbij. Os militares dos EUA prometeram responder a qualquer ataque contra a cidade, de onde quer que ele provenha", afirmou o comandante do conselho.

Além disso, ele …

Força Aérea dos EUA revela para que precisa de material biológico de russos

Material biológico dos russos não foi escolhido propositadamente, sendo necessário para estudos do sistema locomotor, disse à Sputnik um representante do Comando de Formação e Treinamento Aéreo da Força Aérea dos EUA.


Sputnik

De acordo com o contrato, publicado no site de contratos públicos Federal Business Opportunity em 19 de julho, a Força Aérea dos EUA planeja comprar 12 amostras de ácido ribonucleico (RNA) e 27 membranas sinoviais, que produzem o líquido necessário para o funcionamento das articulações.


Cientista trabalhando com amostras de DNA
Cientista trabalhando com mostras de DNA © AP Photo/ Gerald Herbert

Segundo o representante do Comando de Formação e Treinamento Aéreo, Beau Downey, atualmente, o centro de estudos moleculares do 59º grupo aéreo médico está realizando "estudos do sistema locomotor para identificar diferentes biomarcadores associados a ferimentos".

De acordo com ele, para realizar as pesquisas eram necessários dois conjuntos de amostras. O primeiro foi fornecido por "uma empresa localizada nos EUA".

"O pedido [do centro de pesquisas] não especificou onde devem ser colhidas as amostras. No entanto, para continuar os estudos era preciso encontrar amostras semelhantes. Como o primeiro lote fornecido pela empresa consistia de amostras da Rússia […], então o segundo conjunto de amostras também deveria ser de origem russa", esclareceu.

O interlocutor sublinhou que o que importa é continuar a investigação e não a origem das amostras.

Na segunda-feira (30), o presidente russo Vladimir Putin afirmou que na Rússia alguém está coletando material biológico de representantes de vários grupos étnicos com objetivos desconhecidos. O porta-voz de Putin, Dmitry Peskov, explicou que a informação sobre a coleta de material biológico na Rússia é do conhecimento dos serviços secretos do país.

Anteriormente, alguns especialistas também afirmaram que teoricamente a coleta de materiais biológicos poderia ser usada com fins maliciosos.


Postar um comentário