Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

No decorrer da operação Ramo de Oliveira será criada zona de segurança na Síria

O primeiro-ministro turco Binali Yildirim anunciou a criação, durante a operação militar turca na província síria de Afrin, de uma faixa de segurança de 30 quilômetros.
Sputnik

O premiê, citado pela emissora Haberturk, adiantou também que a operação seria efetuada em quatro etapas.


"A operação vai decorrer em 4 etapas com o objetivo de criar uma faixa de segurança de 30 quilômetros, que será limpa de terroristas", disse o político, citado pela emissora NTV.

Yildirim adiantou que até agora não há mortos ou feridos entre o contingente turco que realiza a operação.

Mais cedo, o Estado-Maior da Turquia anunciou o início da operação "Ramo de Oliveira" contra os grupos curdos na província síria de Afrin, que começou precisamente às 14h00 locais (12h00 no horário de Brasília). De acordo com a entidade militar, a operação conta com a participação de 72 aviões, enquanto 108 dos 113 alvos planejados já foram eliminados. Há poucos dias, o premiê turco, Binali Yildirim, havia avanç…

Força Aérea dos EUA revela para que precisa de material biológico de russos

Material biológico dos russos não foi escolhido propositadamente, sendo necessário para estudos do sistema locomotor, disse à Sputnik um representante do Comando de Formação e Treinamento Aéreo da Força Aérea dos EUA.


Sputnik

De acordo com o contrato, publicado no site de contratos públicos Federal Business Opportunity em 19 de julho, a Força Aérea dos EUA planeja comprar 12 amostras de ácido ribonucleico (RNA) e 27 membranas sinoviais, que produzem o líquido necessário para o funcionamento das articulações.


Cientista trabalhando com amostras de DNA
Cientista trabalhando com mostras de DNA © AP Photo/ Gerald Herbert

Segundo o representante do Comando de Formação e Treinamento Aéreo, Beau Downey, atualmente, o centro de estudos moleculares do 59º grupo aéreo médico está realizando "estudos do sistema locomotor para identificar diferentes biomarcadores associados a ferimentos".

De acordo com ele, para realizar as pesquisas eram necessários dois conjuntos de amostras. O primeiro foi fornecido por "uma empresa localizada nos EUA".

"O pedido [do centro de pesquisas] não especificou onde devem ser colhidas as amostras. No entanto, para continuar os estudos era preciso encontrar amostras semelhantes. Como o primeiro lote fornecido pela empresa consistia de amostras da Rússia […], então o segundo conjunto de amostras também deveria ser de origem russa", esclareceu.

O interlocutor sublinhou que o que importa é continuar a investigação e não a origem das amostras.

Na segunda-feira (30), o presidente russo Vladimir Putin afirmou que na Rússia alguém está coletando material biológico de representantes de vários grupos étnicos com objetivos desconhecidos. O porta-voz de Putin, Dmitry Peskov, explicou que a informação sobre a coleta de material biológico na Rússia é do conhecimento dos serviços secretos do país.

Anteriormente, alguns especialistas também afirmaram que teoricamente a coleta de materiais biológicos poderia ser usada com fins maliciosos.


Postar um comentário