Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Militares dos EUA prometem responder a possível ataque turco contra cidade síria de Manbij

Os militares norte-americanos prometeram responder a qualquer ataque contra a cidade síria de Manbij à luz de uma possível operação turca na área, afirmou o comandante do Conselho Militar de Manbij, que faz parte das Forças Democráticas da Síria (FDS), Ebu Adil.
Sputnik

Em entrevista à Sputnik Turquia, Ebu Adil comentou a resposta dos EUA às preocupações expressas pelos representantes do Conselho Militar de Manbij devido a um possível ataque contra a cidade síria por parte de Ancara.


"Há dois anos, em conjunto com as forças da coalizão liderada pelos EUA, nós limpamos Manbij do Daesh [organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países]. Desde então, na cidade se encontram forças da coalizão. Algum tempo atrás, nós falamos com os militares norte-americanos sobre um possível ataque da Turquia contra Manbij. Os militares dos EUA prometeram responder a qualquer ataque contra a cidade, de onde quer que ele provenha", afirmou o comandante do conselho.

Além disso, ele …

Israel lança campanha internacional em defesa da Arábia Saudita

O premiê israelense Benjamin Netanyahu decidiu lançar uma campanha internacional em defesa da Arábia Saudita e contra o Irã, segundo informou o Canal 10 da televisão de Israel.


Sputnik

Foi comunicado que em 5 de novembro o Ministério das Relações Exteriores de Israel enviou telegramas às embaixadas israelenses em todo o mundo com instruções para se mobilizarem neste sentido.


Benjamin Netanyahu, primeiro-ministro de Israel
Primeiro-ministro de Israel Benjamin Netanyahu © AFP 2017/ THOMAS COEX

As embaixadas devem explicar por que Israel está defendendo a Arábia Saudita na guerra do Iêmen.

Também, as embaixadas terão de explicar que Israel se opõe ao fato da organização islamita Hezbollah fazer parte do próximo governo libanês.

Segundo o Canal 10, os embaixadores israelenses receberam as instruções para falar sobre o suposto papel destrutivo que o Irã e Hezbollah estão desempenhando no Médio Oriente.


Postar um comentário