Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Israel concentra mais forças na fronteira com Faixa de Gaza e está pronto a agir

As Forças de Defesa de Israel (IDF, na sigla em inglês) concentraram mais forças na fronteira com a Faixa de Gaza e estão prontas para usá-las se for necessário, comunica a assessoria da entidade militar.
Sputnik

A decisão foi tomada no decurso da reunião no Estado-Maior e é uma resposta aos combates de ontem (11), que causaram morte de um militar israelense e sete palestinos.


"As IDF aumentaram suas forças no Distrito Sul e estão dispostas, se for preciso, a agir com mais vigor", destaca o comunicado da entidade.

No decurso da operação militar que teve lugar no enclave palestino neste domingo (11) um tenente coronel de uma unidade especial israelense foi morto. Ao mesmo tempo, a parte palestina perdeu sete homens, inclusive um comandante militar. Após os confrontos, os palestinos lançaram 17 mísseis contra o sul de Israel, dois deles foram interceptados pelos sistemas de defesa antiaérea Iron Dome (Cúpula de Ferro).

Foi igualmente informado que, tendo em conta a situação, o prim…

Kiev confirma ter tomado sob controle 2 povoações na zona neutra de Donbass

Os militares ucranianos confirmaram ter tomado sob seu controle duas povoações na zona neutra de Donbass.


Sputnik

"As Forças Armadas da Ucrânia tomaram sob controle as povoações de Travnevoe e Gladosovo", segundo um comunicado da assessoria de imprensa do exército ucraniano em Donbass publicado no Facebook. As povoações indicadas ficam apenas a 20 quilômetros da cidade de Gorlovka, controlada pela autoproclamada República Popular de Donetsk (RPD).


Soldados ucranianos sobre o veículo blindado no Leste da Ucrânia
Tropas ucranianas no leste da Ucrânia © AFP 2017/ ALEXANDER KHUDOTEPLY

Na véspera, a mídia ucraniana anunciou que o exército da Ucrânia tomou o controle de duas povoações na zona neutra de Donbass.

As autoridades da república autoproclamada, por sua parte, acusaram Kiev de violar os acordos de Minsk.

Os observadores da OSCE afirmaram que iriam verificar estes dados.

Desde abril de 2014, a Ucrânia tem realizado uma operação contra as milícias no leste de seu território, onde foram proclamadas as repúblicas populares de Donetsk e Lugansk em resposta à violenta mudança de governo, ocorrida em Kiev em fevereiro do mesmo ano.

Os acordos de Minsk, firmados em setembro de 2014 e em fevereiro de 2015, lançaram as bases para uma solução política do conflito, mas até o momento não puseram fim à violência que já vitimou mais de 10 mil pessoas, segundo estimativas da ONU.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas