Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Militares dos EUA prometem responder a possível ataque turco contra cidade síria de Manbij

Os militares norte-americanos prometeram responder a qualquer ataque contra a cidade síria de Manbij à luz de uma possível operação turca na área, afirmou o comandante do Conselho Militar de Manbij, que faz parte das Forças Democráticas da Síria (FDS), Ebu Adil.
Sputnik

Em entrevista à Sputnik Turquia, Ebu Adil comentou a resposta dos EUA às preocupações expressas pelos representantes do Conselho Militar de Manbij devido a um possível ataque contra a cidade síria por parte de Ancara.


"Há dois anos, em conjunto com as forças da coalizão liderada pelos EUA, nós limpamos Manbij do Daesh [organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países]. Desde então, na cidade se encontram forças da coalizão. Algum tempo atrás, nós falamos com os militares norte-americanos sobre um possível ataque da Turquia contra Manbij. Os militares dos EUA prometeram responder a qualquer ataque contra a cidade, de onde quer que ele provenha", afirmou o comandante do conselho.

Além disso, ele …

Mais vivo do que nunca, líder do Daesh usa táxi para fugir do Iraque para a Síria

O líder do grupo terrorista islâmico Daesh, Abu Bakr al Baghdadi, fugiu do Iraque e se dirigiu para a Síria, informou o jornal egípcio Ad-Dustour, com base em fontes ouvidas da inteligência iraquiana.


Sputnik

Para que sua viagem não fosse descoberta pelas forças do governo, o líder do grupo terrorista insistiu em usar um carro discreto e escolheu um táxi amarelo, de acordo com a fonte revelada ao jornal egípcio.


Eader of the Islamic State group, Abu Bakr al-Baghdadi, delivering a sermon at a mosque in Iraq
Abu Bakr al Baghdadi © AP Photo/ Militant video, File

Em meio à incerteza em torno da possível morte de Abu Bakr al Baghdadi, em 28 de setembro, surgiram notícias de que o líder jihadista se dirigiu aos militantes da organização por meio de um vídeo.

Com base sua declaração, a publicação noticiou que está claro que o líder terrorista estava ciente da situação atual nas zonas de conflito armado do Daesh contra as tropas governamentais na Síria e no Iraque.

Em particular, Al Baghdadi mencionou a consulta síria Astana-6, realizada em meados de setembro de 2017.

Em junho, o Ministério da Defesa da Rússia informou que "com grande probabilidade" era certa a morte de Al Baghdadi, após um ataque aéreo russo no dia 28 de maio, perto da cidade síria de Raqqa.

No entanto, esta informação não foi confirmada pelo diretor do Serviço de Inteligência Estrangeira, Sergei Naryshkin. Além disso, o Ministério do Interior do Iraque anunciou que Al Baghdadi estava vivo e se escondeu na Síria.

A morte do líder do Daesh foi anunciada por diferentes fontes em várias ocasiões: em junho e dezembro de 2016, em abril de 2015, e em novembro de 2014.

Em janeiro de 2017, foi relatado que Al Baghdadi havia sido ferido em um ataque aéreo e estava em estado crítico. Em outubro de 2016, foi dito que o líder do Daesh foi envenenado.

Contudo, nenhuma dessas informações se mostraram verdadeiras.


Postar um comentário