Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Radicais sírios estariam recebendo armamento dos EUA através da fronteira com Jordânia

Enquanto o exército sírio parece estar pronto para uma grande ofensiva na província de Daraa, os grupos radicais que operam na região estariam recebendo grandes remessas de material bélico "Made in USA".
Sputnik

Os grupos militantes que atuam no sul da Síria receberam uma grande quantidade de armas e munições fabricadas nos EUA, incluindo mísseis antitanque TOW, informou a agência de notícias FARS.

De acordo com a FARS, o armamento foi entregue através da fronteira com a Jordânia no âmbito de um novo plano dos EUA para assegurar mais apoio a estes grupos na Síria.

A agência informou também que os grupos militantes na província de Daraa começaram a se preparar para impedir a ofensiva do exército sírio.

No início deste mês, o exército sírio intensificou as ações no sudoeste do país, controlado por radicais, perto da fronteira com a Jordânia e as Colinas de Golã, ocupadas por Israel.

O Ministério da Defesa da Rússia acrescentou que as forças do governo sírio, apoiadas por um grande a…

Mídia: novos B-21 norte-americanos conseguirão romper defesa da Rússia

O novo superbombardeiro norte-americano B-21 não só garantirá a superioridade aérea aos EUA, mas também será capaz de ultrapassar a defesa antiaérea russa, informa o Stern.


Sputnik

Planeja-se que EUA obterão cerca de 100 aviões deste tipo em breve, afirma o autor do artigo Gernot Kramper.


Bombardeiro estratégico B-21 norte-americano
Ilustração do bombardeiro norte-americano B-21 Raider © REUTERS/ U.S. Air Force

Nos últimos tempos a "superioridade norte-americana" aérea era questionada por causa da existência de sistemas avançados da defesa antiaérea como os S-400 russos, informa o jornal alemão Stern.

Agora os EUA estão desenvolvendo o novo bombardeiro estratégico pesado B-21 que conseguirá ultrapassar a defesa russa.

O desenvolvimento do bombardeiro tem um caráter completamente secreto. O objetivo final, é que o B-21 deve ser capaz de efetuar um ataque a qualquer objeto em qualquer lugar e a qualquer hora, afirma a publicação.

De acordo com o observador do Stern, os desenvolvedores aparentemente conseguiram alcançar um avanço na tecnologia stealth. "O novo B-21 deve ser uma resposta ao avanço no campo da tecnologia de radar e mísseis terra-ar", diz Stern.

De acordo com Kramper, o Pentágono pode ganhar em uma batalha dos "bombardeiros contra radares" com o seu novo B-21.

"Qualquer radar terá problemas em detectá-lo", sublinha o autor do artigo.

O novo bombardeiro norte-americano já recebeu o apelido de Raider. Até meados de 2020, devem entrar de 80 a 100 B-21 para o serviço da Força Aérea dos EUA, disse o jornalista alemão.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas