Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Mais 2 palestinos morrem após ataque israelense na Faixa de Gaza

Total de mortos chega a 4 após Israel atacar a Faixa de Gaza e atingir militantes do Hamas; confrontos começaram após Donald Trump reconhecer Jerusalém como capital israelense.
Por G1

Mais dois palestinos morreram neste sábado (9) em um ataque aéreo israelense na Faixa de Gaza contra alvos do movimento palestino Hamas. A Defesa de Israel disse que o bombardeio foi uma resposta a um foguete lançado pelo Hamas na sexta-feira. Os confrontos começaram após o presidente norte-americano, Donald Trump, reconhecer Jerusalém como a capital israelense nesta semana.

"Na manhã de sábado, equipes de resgate encontraram os corpos de dois palestinos que morreram em ataques aéreos israelenses na noite passada no norte da Faixa de Gaza", disse o porta-voz Ashraf Al Qedra.

Com essas duas mortes, subiu para quatro o número de palestinos mortos desde a última sexta-feira (8). Já são mais de 300 feridos desde que o grupo islâmico voltou a atacar Israel, após a decisão do governo americano, tomada na…

Mídia: novos B-21 norte-americanos conseguirão romper defesa da Rússia

O novo superbombardeiro norte-americano B-21 não só garantirá a superioridade aérea aos EUA, mas também será capaz de ultrapassar a defesa antiaérea russa, informa o Stern.


Sputnik

Planeja-se que EUA obterão cerca de 100 aviões deste tipo em breve, afirma o autor do artigo Gernot Kramper.


Bombardeiro estratégico B-21 norte-americano
Ilustração do bombardeiro norte-americano B-21 Raider © REUTERS/ U.S. Air Force

Nos últimos tempos a "superioridade norte-americana" aérea era questionada por causa da existência de sistemas avançados da defesa antiaérea como os S-400 russos, informa o jornal alemão Stern.

Agora os EUA estão desenvolvendo o novo bombardeiro estratégico pesado B-21 que conseguirá ultrapassar a defesa russa.

O desenvolvimento do bombardeiro tem um caráter completamente secreto. O objetivo final, é que o B-21 deve ser capaz de efetuar um ataque a qualquer objeto em qualquer lugar e a qualquer hora, afirma a publicação.

De acordo com o observador do Stern, os desenvolvedores aparentemente conseguiram alcançar um avanço na tecnologia stealth. "O novo B-21 deve ser uma resposta ao avanço no campo da tecnologia de radar e mísseis terra-ar", diz Stern.

De acordo com Kramper, o Pentágono pode ganhar em uma batalha dos "bombardeiros contra radares" com o seu novo B-21.

"Qualquer radar terá problemas em detectá-lo", sublinha o autor do artigo.

O novo bombardeiro norte-americano já recebeu o apelido de Raider. Até meados de 2020, devem entrar de 80 a 100 B-21 para o serviço da Força Aérea dos EUA, disse o jornalista alemão.


Postar um comentário