Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Oficial do Hezbollah: nossos mísseis podem atingir qualquer ponto de Israel

O Hezbollah é capaz de atingir qualquer ponto em Israel com seus mísseis, disse Sheikh Naim Qassem, secretário-geral adjunto do movimento libanês Hezbollah em entrevista ao jornal iraniano al-Vefagh.
Sputnik

"Não há um único ponto nos territórios ocupados fora do alcance dos mísseis do Hezbollah", disse Qassem.


Segundo o alto funcionário, os mísseis servem para impedir Israel de iniciar outra guerra com o Líbano, expondo a "frente israelense".

Qassem comentou também a guerra na Síria, onde o Hezbollah desempenhou um papel ativo na assistência ao governo sírio contra vários agrupamentos terroristas, incluindo o Daesh e Frente al-Nusra (grupos terroristas proibidos na Rússia). O funcionário elogiou as vitórias alcançadas contra os terroristas, mas criticou os EUA por sua suposta obstrução ao processo de paz.

As tensões entre Tel Aviv e o movimento libanês xiita Hezbollah aumentaram em 4 de dezembro depois que as tropas israelenses lançaram a operação Northern Shield, dest…

Mídia: novos B-21 norte-americanos conseguirão romper defesa da Rússia

O novo superbombardeiro norte-americano B-21 não só garantirá a superioridade aérea aos EUA, mas também será capaz de ultrapassar a defesa antiaérea russa, informa o Stern.


Sputnik

Planeja-se que EUA obterão cerca de 100 aviões deste tipo em breve, afirma o autor do artigo Gernot Kramper.


Bombardeiro estratégico B-21 norte-americano
Ilustração do bombardeiro norte-americano B-21 Raider © REUTERS/ U.S. Air Force

Nos últimos tempos a "superioridade norte-americana" aérea era questionada por causa da existência de sistemas avançados da defesa antiaérea como os S-400 russos, informa o jornal alemão Stern.

Agora os EUA estão desenvolvendo o novo bombardeiro estratégico pesado B-21 que conseguirá ultrapassar a defesa russa.

O desenvolvimento do bombardeiro tem um caráter completamente secreto. O objetivo final, é que o B-21 deve ser capaz de efetuar um ataque a qualquer objeto em qualquer lugar e a qualquer hora, afirma a publicação.

De acordo com o observador do Stern, os desenvolvedores aparentemente conseguiram alcançar um avanço na tecnologia stealth. "O novo B-21 deve ser uma resposta ao avanço no campo da tecnologia de radar e mísseis terra-ar", diz Stern.

De acordo com Kramper, o Pentágono pode ganhar em uma batalha dos "bombardeiros contra radares" com o seu novo B-21.

"Qualquer radar terá problemas em detectá-lo", sublinha o autor do artigo.

O novo bombardeiro norte-americano já recebeu o apelido de Raider. Até meados de 2020, devem entrar de 80 a 100 B-21 para o serviço da Força Aérea dos EUA, disse o jornalista alemão.


Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas