Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Erdogan diz que Turquia continuará operação na Síria, pactuada com Moscou

O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, afirmou nesta segunda-feira que seu país não interromperá sua operação militar lançada no sábado contra as milícias curdas aliadas dos Estados Unidos no norte da Síria e insistiu que esta operação está pactuada com a Rússia.
EFE

"Não vamos retroceder em Afrin. Falamos com os russos e há consenso", disse o político islamita em relação à região do norte da Síria nas mãos das milícias curdas Unidades de Proteção do Povo (YPG), que Ancara considera terroristas e aliadas da guerrilha curda da Turquia, o PKK.


Erdogan voltou a acusar os EUA de armar e apoiar as YPG, aliadas de Washington contra o grupo jihadista Estado Islâmico.

"Não são honestos conosco. Continuaremos o nosso caminho no marco das conversações que mantemos com a Rússia", apontou.

"Queríamos comprar armas (com os EUA). Não nos deram e entregaram as mesmas armas a organizações terroristas. Que tipo de aliança estratégica é essa?", afirmou o presidente da T…

Pentágono qualifica interceptação de avião dos EUA por um Su-30 russo como 'insegura'

Um caça russo Su-30 interceptou em forma "insegura" um avião norte-americano P-8A Poseidon no sábado passado (25) quando o P-8A estava voando sobre o mar Negro, informou o Pentágono.


Sputnik

"O avião norte-americano estava operando no espaço aéreo internacional e não fez nada para provocar este comportamento russo", disse em 28 de novembro ao canal de televisão CNN a porta-voz do Pentágono, Michelle Baldanza.


Caça Sukhoi Su-30SM
Sukhoi Su-30SM © Sputnik/ Vladimir Astapkovich

Segundo ela, o Su-30 russo passou em frente do avião dos EUA da direita para a esquerda ativando seus pós-combustores (que permitem um aumento rápido de potência).

A manobra foi considerada uma "interação insegura" porque fez com que o P-8 enfrentasse "uma inclinação de 15 graus e violenta turbulência".

O Su-30 aproximou-se do avião norte-americano a uma distância de apenas 15,2 metros, afirmou a porta-voz.

Trata-se da primeira aproximação perigosa entre um avião norte-americano e uma aeronave russa em meses. A Rússia ainda não comentou essa afirmação.


Postar um comentário