Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Reino Unido reforçará sua presença militar no Ártico para se opor à Rússia, diz mídia

O ministro da Defesa britânico, Gavin Williamson, disse que o Reino Unido pretende reforçar a presença militar no Ártico para “proteger” o flanco norte da OTAN das ações da Rússia, segundo o diário The Telegraph.
Sputnik

Segundo o jornal, mais de 1.000 fuzileiros navais da Marinha britânica farão treinamentos anuais com colegas noruegueses no âmbito de um programa previsto para dez anos, formando no futuro próximo um novo destacamento, assinalou Williamson durante uma visita à base militar em Bardufoss, na Noruega.


O ministro britânico mencionou também que o Reino Unido enviará no próximo ano para a região do Ártico um avião de patrulha marítima Poseidon P8 para vigiar a atividade crescente dos submarinos russos.

"Queremos melhorar nossas capacidades em condições de temperaturas abaixo de zero, aprendendo com antigos aliados, tais como a Noruega, ou monitorando as ameaças submarinas com nossos aviões Poseidon. Nos manteremos atentos a novos desafios", afirmou Williamson.

O minist…

Radar SENTIR M20 - Testado na AMAZONLOG2017

A SAVIS-BRADAR participou dos exercícios táticos na AMAZONLOG 2017. O evento aconteceu este mês (novembro 2017), na tríplice fronteira Brasil, Colômbia e Peru. O radar SENTIR - M20 foi um dos destaques no monitoramento da região


DefesaNet


A SAVIS-BRADAR, empresa do Grupo Embraer, integrou o Exercício de Logística Multinacional Interagências, que abrange a segunda etapa do AMAZONLOG 2017. O evento aconteceu este mês, na cidade de Tabatinga, localizada no Estado do Amazonas, tríplice fronteira entre Brasil, Colômbia e Peru. 

O Radar SENTIR - M20 como sentinela avançado. O sistema, desenvolvido com tecnologia nacional, é capaz de executar operações de vigilância, aquisição, classificação, localização, rastreamento e exibição gráfica automática de alvos em terra e água, tais como: indivíduos em solo, tropas, blindados, caminhões, helicópteros e embarcações. Foto - SAVIS-BRADAR

O Exercício foi conduzido pelo Comando Logístico do Exército Brasileiro e contou com a presença de militares da Colômbia, Estados Unidos e Peru, além de forças policiais, órgãos e agências governamentais, empresas brasileiras e estrangeiras.

Ao longo da semana foram realizadas ações de desdobramento, simulações e demonstrações de equipamentos e sistemas entre eles, o radar SENTIR - M20, que hoje é um dos principais sensores utilizados no projeto SISFRON (Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras) no Brasil.

O SISFRON é considerado um dos maiores programas de monitoramento de fronteiras do planeta. Um projeto altamente complexo e de amplitude continental, que tem como objetivo vigiar uma área total de 2.553.000 km² - 27% do território nacional, abrangendo 570 municípios de 11 estados brasileiros, que fazem fronteiras com 10 países. Com ele, o Exército Brasileiro e demais órgãos governamentais farão o monitoramento de toda essa extensão territorial para o combate de ilícitos, tais como narcotráfico, contrabando, conflitos fronteiriços, crimes ambientais, roubos de cargas, entre outros, utilizando tecnologia brasileira, desenvolvida pelas empresas que integram a base tecnológica de defesa nacional. Atualmente, o SISFRON já se encontra operacional em áreas do Mato Grosso do Sul, com previsão de expansão para todo o território nacional.

O SENTIR - M20 é um exemplo disso. O sistema, desenvolvido com tecnologia nacional, é capaz de executar operações de vigilância, aquisição, classificação, localização, rastreamento e exibição gráfica automática de alvos em terra e água, tais como: indivíduos em solo, tropas, blindados, caminhões, helicópteros e embarcações. O equipamento permite ainda a integração com câmeras de longo alcance para inclusão da função de reconhecimento, pode ser remotamente controlado e possui interface para integração com softwares de Comando e Controle e Apoio a Decisão. Os radares SENTIR-M20 fazem parte da camada de sensoriamento do projeto SISFRON em versões fixas, móveis e transportáveis.

Além de fornecer o SENTIR – M20 e sistemas de Guerra Eletrônica, a Savis-Bradar tem a missão de integrar as diversas tecnologias aplicadas no projeto SISFRON. Dessa forma, durante o Exercício Logístico, foi possível demonstrar e avaliar as capacidades de utilização de parte dos sistemas de monitoramento presentes na fase piloto do projeto, nos ambientes desafiadores da região amazônica.

Sobre a SAVIS-BRADAR 

A SAVIS é dedicada a desenvolver, projetar, integrar e implantar sistemas e serviços na área de monitoramento de fronteiras e proteção de estruturas estratégicas. A BRADAR é uma empresa de base tecnológica especializada no desenvolvimento e produção de radares para aplicações nas áreas de defesa, segurança e sensoriamento remoto (SAR). Ambas compõem o Consórcio TEPRO, responsável pela implantação do SISFRON no Brasil.

O SISFRON foi concebido com propósito de fortalecer a presença do Estado na faixa de fronteira terrestre, incrementando a capacidade do Exército Brasileiro de monitorar as áreas de interesse, garantindo o fluxo de dados, produzir informações confiáveis e oportunas para a tomada de decisões, bem como responder prontamente a ameaças externas ou delitos transfronteiriços, em operações isoladas, conjuntas ou interagências. Atualmente, o Projeto Piloto está sendo implantado na região da 4ª Brigada de Cavalaria Mecanizada, sediada em Dourados, MS."

Comentários

Postagens mais visitadas