Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Pyongyang: 3 porta-aviões perto da Coreia do Norte são uma ameaça de guerra nuclear

A ONU "fecha os olhos aos exercícios de guerra nuclear dos EUA, que estão empenhados em causar um desastre catastrófico para a humanidade", declarou o embaixador norte-coreano na ONU, Ja Song-nam.
Sputnik

As autoridades norte-coreanas classificaram na segunda (13) o deslocamento sem precedentes de 3 grupos de porta-aviões dos EUA para a zona da península da Coreia como uma "postura de ataque".


O representante norte-coreano permanente na ONU, Ja Song-nam, expressou em uma carta enviada ao secretário-geral da ONU o descontentamento do seu governo com os exercícios militares de Seul, Tóquio e Washington. Estes, segundo o diplomata, estão criando "a pior situação para a península da Coreia e seus arredores".

"Os EUA são os principais responsáveis por escalar as tensões e comprometer a paz", declarou Ja Song-nam.

Além da presença de 3 porta-aviões estadunidenses (Nimitz, Ronald Reagan e Theodore Roosevelt), Washington continua realizando voos de bombarde…

Rússia reforça controle sobre áreas de lançamento de mísseis balísticos dos EUA

Durante os últimos cinco anos, a Rússia lançou 55 aparelhos espaciais militares, reforçando o controle sobre as áreas de lançamento dos mísseis balísticos norte-americanos, comunicou o chefe do Estado-Maior General russo, Valery Gerasimov.


Sputnik

Ele assinalou que durante este período foram realizados lançamentos de aparelhos espaciais do grupo de satélites orbitais da Rússia, o que por sua vez "permitiu reforçar o controle sobre as áreas de lançamento de mísseis balísticos na parte continental da América do Norte e nas áreas de patrulhamento de submarinos estrangeiros".


Lançamento de míssil balístico Minuteman III (foto de arquivo)
Lançamento de míssil balístico norte-americano Minuteman III © AP Photo/ Foto de arquivo, Força Aérea dos EUA

De acordo com ele, "durante estes cinco anos foi expandido o grupo orbital, foram lançados 55 aparelhos espaciais militares, foi criado um novo sistema de foguetes Angara, permitindo o lançamento de cargas úteis para todos os tipos de órbitas terrestres baixas a partir do território da Rússia".

"No futuro, o desenvolvimento do sistema permitirá executar um controle global permanente sobre as áreas de lançamento de mísseis balísticos", frisou o chefe do Estado-Maior. Ele sublinhou que o grupo de aparelhos espaciais permitirá assegurar rapidamente comunicação de alta qualidade, bem como a recepção de vários tipos de informações pelas autoridades políticas e militares do país e suas tropas.


Postar um comentário