Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

No decorrer da operação Ramo de Oliveira será criada zona de segurança na Síria

O primeiro-ministro turco Binali Yildirim anunciou a criação, durante a operação militar turca na província síria de Afrin, de uma faixa de segurança de 30 quilômetros.
Sputnik

O premiê, citado pela emissora Haberturk, adiantou também que a operação seria efetuada em quatro etapas.


"A operação vai decorrer em 4 etapas com o objetivo de criar uma faixa de segurança de 30 quilômetros, que será limpa de terroristas", disse o político, citado pela emissora NTV.

Yildirim adiantou que até agora não há mortos ou feridos entre o contingente turco que realiza a operação.

Mais cedo, o Estado-Maior da Turquia anunciou o início da operação "Ramo de Oliveira" contra os grupos curdos na província síria de Afrin, que começou precisamente às 14h00 locais (12h00 no horário de Brasília). De acordo com a entidade militar, a operação conta com a participação de 72 aviões, enquanto 108 dos 113 alvos planejados já foram eliminados. Há poucos dias, o premiê turco, Binali Yildirim, havia avanç…

Sérvia volta a rejeitar ultimato dos EUA e defende seus laços com Moscou

O Governo sérvio voltou a rejeitar o ultimato que os Estados Unidos apresentaram para que escolha entre a União Europeia e a Rússia.


Sputnik

"É inaceitável que obriguem a Sérvia a escolher", disse a primeira-ministra sérvia, Ana Brnabic, em uma entrevista ao jornal britânico Financial Times.


A vista de Belgrado
Belgrado, Sérvia © Sputnik/ Yury Somov

Em outubro passado, o secretário-adjunto do Departamento de Estado dos EUA para os Assuntos Europeus e Euroasiáticos, Hoyt Brian Yee, em uma reunião com o presidente sérvio Aleksandar Vucic, convidou-o a escolher entre Bruxelas e Moscou.

Altos funcionários estadunidenses apelaram várias vezes à Sérvia para que esta esclareça sua posição quanto à direção estratégica, dizendo que a Sérvia não pode "nadar em duas águas simultaneamente".

"Nós não somos pró-americanos nem pró-russos, somos pró-sérvios", salientou Brnabic.

A primeira-ministra sérvia reiterou que a prioridade "estratégica" de seu país é ingressar na União Europeia, acrescentando que relações com Moscou não podem obstaculizar este processo.

Em junho, o presidente sérvio confirmou ao comissário europeu responsável pela política regional, o austríaco Johannes Hahn, que a principal prioridade de seu país é a adesão no bloco comunitário.

Antes, durante uma reunião com o vice-primeiro-ministro russo, Dmitry Rogozin, Vucic assegurou-lhe que a integração da Sérvia na União Europeia não interferiria nas boas relações com Moscou.

Além disso, o presidente sérvio disse que seu país não iria se juntar às sanções unilaterais da União Europeia contra a Rússia.

A Sérvia está negociando a adesão à UE desde janeiro de 2014. Em 20 de junho deste ano, Bruxelas abriu dois novos capítulos das negociações para a adesão do país, em especial sobre a Propriedade Intelectual e a União Aduaneira. Até à data, foram abertos 10 dos 35 capítulos, enquanto dois foram encerrados temporariamente.


Postar um comentário