Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Radicais sírios estariam recebendo armamento dos EUA através da fronteira com Jordânia

Enquanto o exército sírio parece estar pronto para uma grande ofensiva na província de Daraa, os grupos radicais que operam na região estariam recebendo grandes remessas de material bélico "Made in USA".
Sputnik

Os grupos militantes que atuam no sul da Síria receberam uma grande quantidade de armas e munições fabricadas nos EUA, incluindo mísseis antitanque TOW, informou a agência de notícias FARS.

De acordo com a FARS, o armamento foi entregue através da fronteira com a Jordânia no âmbito de um novo plano dos EUA para assegurar mais apoio a estes grupos na Síria.

A agência informou também que os grupos militantes na província de Daraa começaram a se preparar para impedir a ofensiva do exército sírio.

No início deste mês, o exército sírio intensificou as ações no sudoeste do país, controlado por radicais, perto da fronteira com a Jordânia e as Colinas de Golã, ocupadas por Israel.

O Ministério da Defesa da Rússia acrescentou que as forças do governo sírio, apoiadas por um grande a…

Seul responde ao lançamento de Pyongyang com simulação de 'ataque de precisão' (VÍDEO)

Após 75 dias de pausa, a Coreia do Norte realizou outro teste de míssil balístico, causando agitação por todo o mundo. A vizinha Coreia do Sul não tardou a responder, testando seu próprio arsenal.


Sputnik

O Estado-Maior Conjunto sul-coreano anunciou que Seul efetuou exercícios de mísseis minutos após Pyongyang ter lançado seu míssil balístico intercontinental (ICBM) na manhã de quarta-feira.


O míssil sul-coreano Hyunmoo II, lançado durante um exercício em resposta ao teste de míssil norte-coreano, 29 de novembro de 2017
Míssil sul-coreano Hyunmoo II lançado durante exercício em resposta ao teste do míssil norte-coreano © REUTERS/ Ministério da Defesa/Yonhap

"As Forças Armadas da Coreia do Sul mostraram sua forte determinação e capacidade de conter a ameaça da Coreia do Norte ao realizar exercícios de mísseis de tiro real após a provocação", disse o chefe do Estado-Maior Conjunto, general Jeong Kyeong-doo, citado pela agência Yonhap.

O simulacro de "ataque de precisão" foi efetuado cerca de seis minutos após o lançamento do míssil norte-coreano.

O vídeo, publicado pelo portal de notícias The Intel Crab, mostra três lançamentos consecutivos rodeados por fumaça. Os mísseis teriam atingido seus alvos, localizados no mar a 50 metros da costa.

Seul realizou os exercícios em resposta à Coreia do Norte, que lançou esta madrugada "um míssil balístico não identificado em direção ao mar do Japão [também conhecido como mar do Leste] […] por volta das 3:17 da manhã [hora local]", segundo o Estado-Maior Conjunto sul-coreano.

Segundo as estimativas sul-coreanas, o ICBM da Coreia do Norte, Hwasong-15, percorreu uma distância de 965 quilômetros, atingindo uma altitude de cerca de 4.500 quilômetros, tornando-se o voo mais longo e de maior altitude até agora.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas