Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Pyongyang: 3 porta-aviões perto da Coreia do Norte são uma ameaça de guerra nuclear

A ONU "fecha os olhos aos exercícios de guerra nuclear dos EUA, que estão empenhados em causar um desastre catastrófico para a humanidade", declarou o embaixador norte-coreano na ONU, Ja Song-nam.
Sputnik

As autoridades norte-coreanas classificaram na segunda (13) o deslocamento sem precedentes de 3 grupos de porta-aviões dos EUA para a zona da península da Coreia como uma "postura de ataque".


O representante norte-coreano permanente na ONU, Ja Song-nam, expressou em uma carta enviada ao secretário-geral da ONU o descontentamento do seu governo com os exercícios militares de Seul, Tóquio e Washington. Estes, segundo o diplomata, estão criando "a pior situação para a península da Coreia e seus arredores".

"Os EUA são os principais responsáveis por escalar as tensões e comprometer a paz", declarou Ja Song-nam.

Além da presença de 3 porta-aviões estadunidenses (Nimitz, Ronald Reagan e Theodore Roosevelt), Washington continua realizando voos de bombarde…

Soldado norte-coreano é baleado seis vezes ao fugir para a Coreia do Sul

Soldados norte-coreanos dispararam mais de 40 tiros para atingir o colega fugitivo. Ele foi levado com vida para um hospital no Sul.


France Presse

Um soldado norte-coreano foi baleado seis vezes ao fugir para a Coreia do Sul, informaram nesta terça-feira fontes médicas e militares, acrescentando que o homem foi levado com vida a um hospital.

Imagem relacionada
Fronteira entre as Coreias | Reprodução internet

O Comando das Nações Unidas (UNC) dirigido pelos Estados Unidos, que monitora o povoado de fronteira de Panmunjom, informou que o soldado desceu de um veículo nas imediações da zona demarcada que separa as duas Coreias e correu em direção ao Sul.

"Assim que desceu do veículo correu, atravessando a fronteira, enquanto outros soldados atiravam da Coreia do Norte", informou o UNC.

Um oficial do comando militar conjunto sul-coreano informou que os guardas de fronteira norte-coreanos efetuaram mais de 40 disparos.

Um médico que atendeu o soldado - levado de helicóptero para um hospital - disse que o militar recebeu meia duzia de tiros, o mais grave no estômago.

"Tem ao menos seis ferimentos por bala, incluindo um no estômago, o mais sério", revelou o médico Lee Cook-Jong.

Postar um comentário