Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Erdogan: Rússia e Turquia decidirão que grupos deixarão zona de Idlib

Rússia e Turquia irão determinar em conjunto quais grupos radicais deverão deixar o território da zona desmilitarizada de Idlib, na Síria, segundo afirmou o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, neste domingo.
Sputnik

"Durante negociações sobre Idlib em Sochi, nós decidimos estabelecer uma zona desmilitarizada entre os territórios controlados pela oposição e pelo regime. A oposição permanecerá nos territórios que ela ocupa. Vamos garantir que os grupos radicais, designados em conjunto com a Rússia, não operem na região", disse Erdogan em artigo publicado pelo jornal russo Kommersant

Ainda de acordo com o líder turco, Washington segue atrapalhando o equilíbrio na região com seu apoio às Unidades de Proteção do Povo Curdo (YPG) e ao Partido da União Democrática (PYD) na Síria, considerados adversários de Ancara.

"Infelizmente, vemos que o apoio extraordinário que tem sido prestado recentemente, especialmente pelos Estados Unidos, às forças do YPG e do PYD, continua. Tais …

Tu-22M3 russos em ação contra o Daesh na Síria

O ministério da Defesa da Rússia publicou um vídeo dos ataques aéreos realizados por aeronaves TU-22M3 contra as instalações do grupo terrorista Daesh nos arredores da cidade de Al-Bukamal, na Síria.


Sputnik

Os alvos do ataque eram postos de apoio, agrupamentos de combatentes e os blindados dos terroristas.


Um bombardeiro estratégico Tu-22, da Força Aeroespacial da Rússia, durante a operação na Síria
Bombardeiros Tupolev Tu-22 da Rússia © Sputnik/ Ministério da Defesa da Federação da Rússia

Mais cedo, Sputnik informou que um grupo de TU-22M3, que decolou do território russo, realizou um ataque aéreo coordenado contra as instalações do Daesh nos arredores da cidade de Al-Bukamal, na província de Deir ez-Zor. O centro de controle da Força Aeroespacial da Rússia informou que todos os alvos foram atingidos.

Os caças SU-30SM, operando a partir da base aérea de Hmeymim, escoltaram os bombardeiros em todo o território sírio.

Todas as aeronaves russas retornaram para as suas respectivas bases.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas