Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

General brasileiro em forças dos EUA atrapalha laços com Moscou e Pequim, diz especialista

A decisão do Brasil de enviar um oficial para integrar as Forças Armadas dos Estados Unidos deve atrapalhar as relações do país com importantes aliados, como China e Rússia. A avaliação é do especialista em Relações Internacionais Paulo Velasco, que conversou nesta segunda-feira com a Sputnik sobre esse polêmico assunto.
Sputnik

Na última semana, se tornou pública no Brasil a notícia de que o país indicará, até o final do ano, um general para assumir um posto no Comando Sul (SouthCom) dos EUA, que cobre América Central, Caribe e América do Sul, provocando controvérsias.


De acordo com o comandante responsável, o almirante Craig Faller, os interesses norte-americanos na região seriam ameaçados por Rússia, China, Irã, Venezuela, Cuba e Nicarágua, países com os quais o Brasil poderá ter relações prejudicadas por conta dessa situação, conforme acredita Velasco, professor adjunto de Política Internacional do Departamento de Relações Internacionais da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (U…

Tu-22M3 russos em ação contra o Daesh na Síria

O ministério da Defesa da Rússia publicou um vídeo dos ataques aéreos realizados por aeronaves TU-22M3 contra as instalações do grupo terrorista Daesh nos arredores da cidade de Al-Bukamal, na Síria.


Sputnik

Os alvos do ataque eram postos de apoio, agrupamentos de combatentes e os blindados dos terroristas.


Um bombardeiro estratégico Tu-22, da Força Aeroespacial da Rússia, durante a operação na Síria
Bombardeiros Tupolev Tu-22 da Rússia © Sputnik/ Ministério da Defesa da Federação da Rússia

Mais cedo, Sputnik informou que um grupo de TU-22M3, que decolou do território russo, realizou um ataque aéreo coordenado contra as instalações do Daesh nos arredores da cidade de Al-Bukamal, na província de Deir ez-Zor. O centro de controle da Força Aeroespacial da Rússia informou que todos os alvos foram atingidos.

Os caças SU-30SM, operando a partir da base aérea de Hmeymim, escoltaram os bombardeiros em todo o território sírio.

Todas as aeronaves russas retornaram para as suas respectivas bases.


Comentários

Postagens mais visitadas