Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Mais 2 palestinos morrem após ataque israelense na Faixa de Gaza

Total de mortos chega a 4 após Israel atacar a Faixa de Gaza e atingir militantes do Hamas; confrontos começaram após Donald Trump reconhecer Jerusalém como capital israelense.
Por G1

Mais dois palestinos morreram neste sábado (9) em um ataque aéreo israelense na Faixa de Gaza contra alvos do movimento palestino Hamas. A Defesa de Israel disse que o bombardeio foi uma resposta a um foguete lançado pelo Hamas na sexta-feira. Os confrontos começaram após o presidente norte-americano, Donald Trump, reconhecer Jerusalém como a capital israelense nesta semana.

"Na manhã de sábado, equipes de resgate encontraram os corpos de dois palestinos que morreram em ataques aéreos israelenses na noite passada no norte da Faixa de Gaza", disse o porta-voz Ashraf Al Qedra.

Com essas duas mortes, subiu para quatro o número de palestinos mortos desde a última sexta-feira (8). Já são mais de 300 feridos desde que o grupo islâmico voltou a atacar Israel, após a decisão do governo americano, tomada na…

Tu-22M3 russos em ação contra o Daesh na Síria

O ministério da Defesa da Rússia publicou um vídeo dos ataques aéreos realizados por aeronaves TU-22M3 contra as instalações do grupo terrorista Daesh nos arredores da cidade de Al-Bukamal, na Síria.


Sputnik

Os alvos do ataque eram postos de apoio, agrupamentos de combatentes e os blindados dos terroristas.


Um bombardeiro estratégico Tu-22, da Força Aeroespacial da Rússia, durante a operação na Síria
Bombardeiros Tupolev Tu-22 da Rússia © Sputnik/ Ministério da Defesa da Federação da Rússia

Mais cedo, Sputnik informou que um grupo de TU-22M3, que decolou do território russo, realizou um ataque aéreo coordenado contra as instalações do Daesh nos arredores da cidade de Al-Bukamal, na província de Deir ez-Zor. O centro de controle da Força Aeroespacial da Rússia informou que todos os alvos foram atingidos.

Os caças SU-30SM, operando a partir da base aérea de Hmeymim, escoltaram os bombardeiros em todo o território sírio.

Todas as aeronaves russas retornaram para as suas respectivas bases.


Postar um comentário