Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Força Aérea israelense anuncia estreia global do caça F-35 em combate

Israel foi o primeiro país ao qual os Estados Unidos autorizaram a venda do caça invisível
Juan Carlos Sanz | El País
Jerusalém - A Força Aérea de Israel revelou nesta terça-feira que foi a primeira a utilizar em combate o F-35, o ultramoderno caça furtivo indetectável para os radares inimigos. O chefe da aeronáutica israelense, general Amikam Nirkin, fez o comunicado aos comandantes das forças aéreas de vários países reunidos ao norte de Tel Aviv.

O general Nirkin mostrou a seus colegas – procedentes dos EUA, Itália, França, Índia e Brasil, entre outros países – a imagem de vários F-35 sobre Beirute, enquanto confirmava que esses aviões tinham participado de ataques em duas frentes.

“O esquadrão do F-35 está em operação e já sobrevoa todo o Oriente Médio”, afirmou o chefe da força aérea.

Nirkin reiterou que, há duas semanas, a Guarda Revolucionária iraniana disparou 32 foguetes contra as Colinas de Golã, planalto sírio ocupado por Israel desde 1967 e que, em resposta à agressão, a aviação…

Ucrânia deseja fabricar mísseis melhores do que os russos

O Conselho Nacional de Segurança e Defesa da Ucrânia (SNBO, sigla em ucraniano) ordenou a fabricação de mísseis que sejam melhores que os russos por construtoras nacionais, comunicou o chefe da instituição governamental, Aleksandr Turchinov.


Sputnik

"A produção de mísseis ucranianos, que devem ser melhores do que os análogos russos, corresponde a uma tarefa ordenada pelo SNBO para cumprimento das nossas construtoras. Esta meta está sendo cumprida gradualmente e de forma precisa", assinalou Turchinov.


Testes do míssil ucrâniano Olkha (foto de arquivo)
Teste do míssil ucraniano Olkha © Foto: The Presidential Administration of Ukraine/Mykola Lazarenko

Ele prometeu que "em breve, lançaremos a produção em série de corpos de mísseis que protegerão a Ucrânia".

Aleksandr Turchinov acrescentou que a linha de produção em questão será responsável pela fabricação de lançadores múltiplos de foguetes de calibre 300 mm e até maiores.


Postar um comentário