Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Trump diz que 'certamente' entraria em guerra com o Irã, mas 'não agora'

O presidente dos EUA, Donald Trump, afirmou que consideraria uma ação militar contra o Irã para impedir que a República Islâmica consiga armas nucleares. A briga entre Teerã e Washington aumentou depois que os EUA acusaram o Irã de atacar dois petroleiros.
Sputnik

"Eu certamente vou considerar as armas nucleares", disse Trump à revista Time na terça-feira, quando perguntado sobre o que poderia levá-lo a declarar guerra ao Irã. "E eu manteria o outro um ponto de interrogação".

A reportagem não especificou se o presidente elaborou o cenário de lançar um conflito armado de pleno direito com a República Islâmica sobre seu programa nuclear. Quando um repórter perguntou a Trump se ele estava considerando uma ação militar contra o Irã agora, ele respondeu: "Eu não diria isso. Eu não posso dizer isso".

Seus comentários foram feitos um dia depois de o Pentágono ter enviado 1.000 soldados extras para o Oriente Médio "para fins defensivos".

Os Estados Unidos cu…

Ataque contra acampamento policial deixa 4 mortos na Caxemira indiana

Pelo menos dois policiais e dois insurgentes morreram neste domingo em um ataque terrorista contra um acampamento da Força Central de Polícia de Reserva (CRPF, em inglês) na Caxemira indiana, onde ainda continuam os enfrentamentos.


EFE

O ataque começou de madrugada na área de Awantipora, no distrito de Pulwama, segundo confirmou a polícia do estado de Jammu e Caxemira em sua conta do Twitter.


EFE/EPA/Farooq Khan
EFE/EPA/Farooq Khan

Um grupo de homens armados lançou várias granadas ao campo de treinamento por volta de 2h (horário local, 18h30 de ontem em Brasília) e, em seguida, abriram fogo de forma indiscriminada, de acordo com a versão dada pelas forças de segurança a meios de comunicação locais.

A troca de tiros ainda continua na região.

Há pouco mais de um ano, outra ação contra uma base militar que causou a morte de 19 soldados indianos, o mais duro em mais de uma década contra uma base militar indiana, elevou a tensão entre Paquistão e Índia sobre a Caxemira.

Situada aos pés do Himalaia, a Caxemira é a única região indiana com maioria muçulmana e o Paquistão exige sua completa soberania desde a partilha do subcontinente em 1947 e a sua independência do Império Britânico.

A Índia acusa o Paquistão de patrocinar terroristas que atacam em território indiano em uma tentativa de dar fôlego ao movimento separatista caxemir.

As duas nações travaram duas guerras e conflitos menores por este território, separado por uma fronteira provisória que divide a Caxemira em duas e que é uma das áreas mais militarizadas do mundo.


Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas