Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Novas incursões sauditas matam 5 civis iemenitas em Hudaydah

Pelo menos cinco civis foram mortos e vários outros ficaram feridos quando caças da Arábia Saudita realizaram uma série de ataques aéreos contra um bairro residencial na província costeira de Hudaydah, no Iêmen, enquanto o regime de Riad continua com sua campanha de bombardeio contra seu vizinho empobrecido.
Pars Today

Fontes locais, falando sob condição de anonimato, disseram à rede de televisão al-Masirah que aviões militares sauditas lançaram três ataques aéreos contra uma área no distrito de al-Hali, localizada a 150 quilômetros a sudoeste da capital Sana, na quinta-feira. tarde.


As fontes acrescentaram que cinco pessoas perderam a vida nos ataques, enquanto outras sofreram ferimentos.

Durante o dia, aviões de guerra sauditas atingiram o aeroporto de Sa'ada e a base militar de Kahlan, situada a 3 quilômetros a nordeste da cidade montanhosa do noroeste de Saada, com bombas de fragmentação.

Ataque em igreja no Egito deixa mortos e feridos, diz governo

Dez morreram e cinco ficaram feridos no ataque contra igreja cristã copta, no sul do Cairo.


Por G1


Dez pessoas morreram e ao menos cinco ficaram feridas depois que um homem armado atacou uma igreja cristã copta em Helwan, no sul do Cairo, nesta sexta-feira (29). O atirador foi morto, mas ainda não se sabe se ele está incluído neste levantamento do Ministério da Saúde do país.

Chão ficou sujo de sangue após atirador atacar igreja copta em Helwan, no Cairo, nesta sexta-feira (29)  (Foto: Amr Abdallah Dalsh/ Reuters)
Chão ficou sujo de sangue após atirador atacar igreja copta em Helwan, no Cairo, nesta sexta-feira (29) (Foto: Amr Abdallah Dalsh/ Reuters)

O agressor abriu fogo do lado de fora da igreja Mary Mina, ferindo cinco guardas. Ele foi abatido pela Polícia quando tentou invadir o local, acrescentaram as autoridades. Ainda não está claro se o suspeito agiu sozinho, de acordo com a CNN.

Uma foto do corpo do suposto agressor publicada no site do jornal oficial "Al-Ahram" mostra um homem barbudo, com uma jaqueta cheia de munição, estendido no chão.

Em abril, explosões em duas igrejas cristãs coptas no Egito deixaram ao menos 44 mortos e mais de 100 feridos. O primeiro alvo foi um templo em Tanta, a quinta maior cidade do país, seguido de um ataque em Alexandria, a segunda mais populosa cidade egípcia. Os ataques foram reivindicados pelo grupo Estado Islâmico (EI).

A minoria cristã representa 10% dos 100 milhões de habitantes nesse país de maioria muçulmana.

O que é a Igreja Copta


Menos conhecida no Brasil, a Igreja Copta é uma das primeiras da história do Cristianismo. Ela nasceu algumas décadas depois da crucificação de Jesus Cristo quando, segundo a tradição, o apóstolo Marcos saiu da Terra Santa e foi fundar a Igreja de Alexandria no Egito. As igrejas caminharam juntas até o ano de 451, quando os coptas se separaram dos outros cristãos por conta de uma discussão sobre a natureza de Jesus.

A discussão teológica deixou de ser motivo para desavenças e hoje os coptas, os ortodoxos e os católicos são bastante parecidos na fé. Os coptas não acreditam em purgatório, dizem que as almas das pessoas mortas vão direto para o céu, ou para o inferno. A missa copta é rezada em árabe e em uma língua copta milenar.

Postar um comentário