Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha do Brasil simula resgate de civis em área de conflito ou desastre natural (VÍDEO)

A Marinha do Brasil realizou entre os dias 6 e 14 de novembro a Operação Atlântico, na praia de Itaoca, no Espírito Santo. A simulação deste ano treinou os oficiais para casos em que houvesse resgate de civis em uma área de conflito armado ou que foram alvos de desastres naturais.
Sputnik

Era por volta de 5h40 do dia 10 de novembro, um sábado, ainda estava amanhecendo, quando o Almirante Paulo Martinho Zucaro, Comandante da Força de Fuzileiros da Esquadra, olhou e disse para a reportagem da Sputnik Brasil: "É guerra".


A declaração foi dada para explicar os motivos de se realizar um treinamento deste porte mesmo em condições extremamente desfavoráveis. A chuva era forte, as ondas na beira da praia atingiam 1,5 metros e os ventos chegaram a 20 km/h. O nível de dificuldade preocupava o alto comando, mas não foi um problema para os fuzileiros e marinheiros.

Antes do amanhecer, sete Carros Lagarta Anfíbios (CLAnf) chegaram à praia e deram início ao desembarque. Após eles chegarem foi…

Ataque insurgente contra tropas paquistanesas deixa 8 mortos

Pelo menos oito pessoas, três soldados e cinco supostos insurgentes, morreram nesta sexta-feira em um ataque proveniente do território afegão contra tropas paquistanesas que construíam um posto fronteiriço militar perto da fronteira com o Afeganistão.


EFE

"Terroristas abriram fogo contra tropas da Frontier Corps (força fronteiriça) que construíam um novo posto militar em Shunkrai, perto da fronteira afegã-paquistanesa", informou o escritório de comunicação do exército em comunicado.


Resultado de imagem para posto fronteiriço militar perto da fronteira com o Afeganistão
Forças militares do Afeganistão na fronteira entre o país e o Paquistão |  EFE/Watan Yar

Três membros da Frontier Corps foram abatidos no ataque, enquanto cinco insurgentes morreram e vários outros ficaram feridos, segundo os militares paquistaneses.

O exército afirmou que o Paquistão "paga o preço" da falta de capacidade das forças afegãs para controlar seu território.

Em novembro, dois soldados e oito supostos terroristas morreram em um ataque similar contra um posto de controle militar perto da fronteira afegã, afirmou então o Paquistão.

Islamabad e Cabul se acusam mutuamente de permitir a presença nos seus territórios de grupos terroristas que atacam o país vizinho, o que provoca tensões entre ambas nações.

O Paquistão lançou uma operação nas áreas tribais em junho de 2014 na qual morreram 3.500 supostos terroristas, segundo dados do exército não verificados de forma independente, o que ajudou a reduzir a violência de forma considerável.

Em fevereiro deste ano começou uma nova operação antiterrorista após uma série de atentados e em meados de julho foi a vez de uma ofensiva em áreas fronteiriças com o Afeganistão contra o grupo jihadista Estado Islâmico.

A violência se reduziu no país com 1.803 mortos por terrorismo em 2016 - 612 deles civis, 293 membros das forças de segurança e 898 supostos terroristas -, o número mais baixo em uma década, segundo o Portal de Terrorismo do Sul da Ásia, que analisa a violência na região.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas